Clique e assine a partir de 9,90/mês
Rio Grande do Sul Por Veja correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens gaúchos. Por Paula Sperb, de Porto Alegre

Material de campanha com Lula como candidato é apreendido

Pedido do Ministério Público Eleitoral foi feito após denúncias no Rio Grande do Sul

Por Paula Sperb - Atualizado em 2 out 2018, 15h36 - Publicado em 2 out 2018, 11h20

Mandados de busca e apreensão estão sendo executados desde a semana passada em diversos diretórios da coligação do PT e PCdoB no Rio Grande do Sul. Os mandados foram expedidos a pedido do Ministério Público Eleitoral após denúncia sobre material de campanha com referência à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que foi indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O material está sendo recolhido.

A medida foi autorizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE/RS). Buscas também ocorrem em agências dos Correios em Porto Alegre, Canoas, Santa Maria, São Lourenço do Sul, Pelotas, Gravataí, Alegrete, Palmeira das Missões e Jaguarão.

O material apreendido mostra Lula como candidato e Fernando Haddad como seu vice. Com o indeferimento da candidatura do ex-presidente, Haddad agora é o candidato e Manuela D’Ávila (PCdoB) é sua vice.

O PT alega que o material foi produzido no início da campanha, quando a candidatura de Lula ainda não havia sido indeferida.

Continua após a publicidade
Publicidade