Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jovens montam negócio sustentável de customização de tênis velhos

Casal de Porto Alegre apresentou técnica durante a programação da Semana Fashion Revolution, que debate impacto social da moda

Sem dinheiro para comprar um tênis novo e apegado ao par antigo, Luiz Henrique Bastos Geraldo, de 22 anos, decidiu customizar o próprio tênis. O rapaz pintou uma bandeira dos Estados Unidos seguindo a moda urbana ligada ao hip hop e basquete. Ao caminhar pelas ruas do bairro Restinga, em Porto Alegre, chamou atenção de outros garotos que imaginaram que o calçado era novo – e caro. O tênis reformado deu origem a um negócio, o Arte Customizando.

Agora, Luiz cobra de 80 a 150 reais para deixar um par repaginado. Além de parecerem novos, os calçados ganham cores que lembram murais de grafite, desenhos japoneses e até super-heróis. Um dos mais recentes trabalhos transformou um tênis encardido em branco de novo. Além da tintura, o calçado ganhou ainda o desenho do personagem Pantera Negra, da Marvel, cujo filme conta com um elenco majoritariamente de atores negros.

Tênis customizado com nova pintura e desenho do personagem Pantera Negra, da Marvel

Tênis customizado com nova pintura e desenho do personagem Pantera Negra, da Marvel (Arte Customizando/Divulgação)

“Depois do tênis pronto, a autoestima da pessoa vai lá em cima, fica querendo usar, sair na rua para todo mundo ver, é uma coisa bem legal”, contou Luiz a VEJA. Para os jovens negros que apostam em cortes de cabelos ousados e roupas modernas como forma de reforçar a identidade, os tênis são um acessório dessa mensagem cultural, explica o jovem empreendedor. O negócio é administrado também por Kennya Menna Barreto, de 17 anos. O casal também customiza roupas, especialmente jaquetas jeans, que recebem pinturas nas costas.

Casal de Porto Alegre também customiza roupas, como jaquetas jeans

Casal de Porto Alegre também customiza roupas, como jaquetas jeans (Arte Customizando/Divulgação)

A customização recupera itens que seriam jogados fora por causa do desgaste do uso. Por dar uma “vida nova” para calçados e roupas que seriam descartados, o casal foi convidado para participar, na última quarta-feira (26), em Porto Alegre, de uma atividade que compõe a programação da Semana Fashion Revolution. Enquanto um grupo discutia sobre moda sustentável, Luiz e Kennya customizavam um calçado.

Os eventos são promovidos no mundo todo com o objetivo de gerar reflexão sobre o impacto social da indústria de moda. O Fashion Revolution é um movimento global que surgiu após a morte de centenas de costureiras em um prédio em Bangladesh, em 2013. Por isso, durante essa semana, diversos debates propõem a questão: “Você sabe quem fez suas roupas?”.

Tênis ganham novas pinturas e desenhos que remetem à moda de rua, hip hop e basquete

Tênis ganham novas pinturas e desenhos que remetem à moda de rua, hip hop e basquete (Arte Customizando/Divulgação)

Luiz aprendeu a desenhar e a pintar com um tio, que trabalhava na construção civil e desenhava por hobby. Quando customizou os primeiros pares, o rapaz não sabia que se tratava de uma tendência mundial. Hoje, ele trabalha no próprio quarto e faz pesquisa de referências na internet. Os tênis ficam tão deslocados que há quem pense que são importados e exclusivos.

“A gurizada é muito ligada nessas fotos que rolam na internet. Quando veem um tênis diferente, provavelmente não vão encontrar em alguma loja e, se acharem, vai custar 500 reais”, contou à reportagem.
Por isso, além de sustentáveis por evitarem um descarte desnecessário, os tênis customizados são acessíveis e permite que os jovens se sintam incluídos na moda, sem gastar tanto.

Desenhos japoneses também inspiram customização

Desenhos japoneses também inspiram customização (Arte Customizando/Divulgação)

Tênis customizado por Luiz Henrique Bastos Geraldo, de 22 anos, de Porto Alegre

Tênis customizado por Luiz Henrique Bastos Geraldo, de 22 anos, de Porto Alegre (Arte Customizando/Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s