Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Veja por que, com 65 mil pessoas, SP mobilizou apenas um terço dos 100 mil do Rio. E não, não errei na conta!

Segundo o Datafolha, 65 mil pessoas acabaram participando de protestos em São Paulo. Especialistas da Universidade Federal Fluminense, que fizeram um cálculo considerando a área ocupada e a concentração por metro quadrado, a cidade do Rio reuniu 100 mil pessoas. Foi uma surpresa. Em São Paulo, a palavra de ordem dominante foi mesmo a redução […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 06h00 - Publicado em 17 jun 2013, 22h19

Segundo o Datafolha, 65 mil pessoas acabaram participando de protestos em São Paulo. Especialistas da Universidade Federal Fluminense, que fizeram um cálculo considerando a área ocupada e a concentração por metro quadrado, a cidade do Rio reuniu 100 mil pessoas. Foi uma surpresa. Em São Paulo, a palavra de ordem dominante foi mesmo a redução da tarifa de ônibus. No Rio, ficou evidente, além da passagem, os gastos do governo com a Copa do Mundo foram um importante fator de mobilização.

Então vejam que coisa… Os petistas aderiram aos protestos em São Paulo na certeza de que estavam encostando uma faca no pescoço do governador Geraldo Alckmin (PSDB). José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, numa inciativa patética, recorreu ao Jornal Nacional para, que mimo!, “oferecer ajuda” ao estado — que demonstrou nesta segunda, até agora, não precisar de ajuda nenhuma desde que os manifestantes não se comportem como bandidos.

Que fique claro mais uma vez! A polícia de São Paulo, em regra, reprimiu bandidos, não manifestantes — por mais ridícula que seja a sua causa principal. “E os jornalistas?” Que se apure cada caso e, se comprovada a falha, que os responsáveis sejam punidos.

Dado o noticiário com viés claramente contra o governo do estado e a PM, a expectativa era que São Paulo fizesse a maior manifestação do país. Mas não foi assim, não! A do Rio foi bem maior, sempre destacando que a cidade tem a metade da população da capital paulista.

Estando certos os números dos especialistas da Universidade Federal Fluminense, para que São Paulo tivesse o mesmo número do Rio, seria preciso levar 200 mil pessoas às ruas. Assim, considerando a população de cada cidade, o protesto paulistano mobilizou apenas um terço da carioca.

Continua após a publicidade
Publicidade