Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Um saúda a promoção a povo; o outro está certo de que é Deus

Há diferenças de estilo e formação, sem dúvida, entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o quase ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Aliás, eu estou torcendo para que o já quase ex aceite o debate público que lhe propôs o antecessor. É uma questão de caráter. Bater no adversário usando a máquina pública, senhor […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 21 fev 2017, 09h25 - Publicado em 4 nov 2010, 07h01

Há diferenças de estilo e formação, sem dúvida, entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o quase ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Aliás, eu estou torcendo para que o já quase ex aceite o debate público que lhe propôs o antecessor. É uma questão de caráter. Bater no adversário usando a máquina pública, senhor de todos os holofotes, é coisa que qualquer covarde faz. Corajoso é fazer o confronto na planície, sem a proteção da tropa de choque do Planalto.

Na magistral entrevista que FHC concedeu a Mario Sabino na VEJA desta semana, o tucano conta como foram seus dias depois de deixar o governo. Não revela qualquer saudosismo porque, disse, a sua vida intelectual o ocupa bastante. Numa sacada excelente, afirmou que, ao deixar a Presidência, foi “promovido a povo”, risco que Lula, evidentemente, não corre.

Na entrevista absurda que concedeu ontem, satanizando a oposição, Lula deixa claro  estar seguro de que, ao deixar a Presidência, será mesmo promovido a “Deus”.

Publicidade