Clique e assine a partir de 8,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Um comentário de Janaina Paschoal, professora de Direito Penal da USP

Recebi o seguinte comentário da professora Janaina Conceição Paschoal. Volto em seguida: Caro Reinaldo, Sou advogada e professora de Direito Penal na USP. Quando da apreensão dos folhetos contrários ao aborto, revi toda a legislação eleitoral e posso AFIRMAR categoricamente que não há qualquer dispositivo que justifique a censura sofrida pelos católicos. Também nada justifica […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 31 jul 2020, 13h47 - Publicado em 29 out 2010, 12h01

Recebi o seguinte comentário da professora Janaina Conceição Paschoal. Volto em seguida:

Caro Reinaldo,
Sou advogada e professora de Direito Penal na USP. Quando da apreensão dos folhetos contrários ao aborto, revi toda a legislação eleitoral e posso AFIRMAR categoricamente que não há qualquer dispositivo que justifique a censura sofrida pelos católicos. Também nada justifica a intervenção da Polícia Federal, ou de qualquer órgão ligado à Justiça Penal. Quando das apreensões, cheguei a enviar e-mails para alguns jornais, dando meu humilde parecer nesse sentido, mas não obtive resposta. Desenvolvi, na Faculdade, em sede de pós- graduação, a disciplina Direito Penal e Religião. Chegamos à conclusão de que os “intelectuais” confundem Estado laico com Estado ATEU. E, em termos de censura, a Igreja católica, na atualidade, é a mais perseguida. Falo isso com tranquilidade, até por não ser católica. Neste país, temos liberdade de falar, desde que seja para concordar. Simples assim. Parabéns pelo excelente trabalho que tem feito ao Brasil. Logo mais, estarei no Largo São Francisco (do lado de fora, conforme manda a lei) para engrossar a caminhada a favor de Serra e contra tudo o que a opositora representa de atraso e ilegalidade. Abraço grande, Janaina Paschoal.

Comento
Eis aí, meus caros! Os petralhas jamais entenderão qual é a minha real fonte de satisfação nesse trabalho. Eles pensam que quero ganhar eleições. Mas eu não disputo nada. Eu só busco clareza. Essa é a minha vitória. Quanto às eleições, vamos ver.

Publicidade