Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Tráfico presta homenagem a bailarino morto

Pois é… O dançarino Douglas Rafael da Silva, o DG, já está morto e não pode responder por aqueles que o homenageiam nem por nada mais. Isso não deve nos impedir de pensar. O fato é que o narcotráfico decidiu fazer pichações em sua homenagem, como informam Leslie Leitão e Pamela Oliveira, na VEJA.com. Vejam esta […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 03h59 - Publicado em 25 abr 2014, 16h47

Pois é… O dançarino Douglas Rafael da Silva, o DG, já está morto e não pode responder por aqueles que o homenageiam nem por nada mais. Isso não deve nos impedir de pensar. O fato é que o narcotráfico decidiu fazer pichações em sua homenagem, como informam Leslie Leitão e Pamela Oliveira, na VEJA.com.

Vejam esta foto:

 DG comando vermelho

Uma pichação em um muro da favela junta o nome de Douglas ao símbolo da facção criminosa Comando Vermelho – que traz a tradicional referência ao fundador da quadrilha, Rogério Lemgruber (RL). A inscrição surgiu no dia seguinte à morte do dançarino. Não se sabe o que seria o R.C. da pichação. O “22”, antigo artigo do Código Penal que definia a inimputabilidade para os deficientes mentais, é uma referência a “maluco”, irreverente, extrovertido.

Douglas havia deixado, em sua página no Facebook, uma homenagem ao traficante conhecido como Cachorrão, em janeiro. “PPG TA DE LUTO, E OS AMIGOS CHEIO DE ODIO NA VEIA, MAS TARDE O BICO VAI FAZER BARULHO…. #?SAUDADES ETERNAS CACHORRAO !”

Já escrevi a respeito. Douglas podia sentir saudade de quem quisesse. Se era amigo do chefe do tráfico, é compreensível que manifestasse a sua dor. O problema é que a tradução da frase acima, como já se sabe, não é boa.
– “PPG” é a dita “comunidade” Pavão, Pavãozinho e Galo.
– “Bicos” são fuzis de uso restrito das Forças Armadas, de grosso calibre.
– “Os amigos” são os integrantes das quadrilhas de traficantes.
– “Fazer barulho” é efetuar centenas de disparos, aterrorizando a população.

Todo cuidado é pouco nessa história cheia de estridência e com pouca informação.

Continua após a publicidade
Publicidade