Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

TAMBÉM A UNIRIO PODE SE LIBERTAR DOS SEUS SEQÜESTRADORES

No dia 30 de novembro, a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) elege a nova diretoria do DCE. Também lá há uma chapa de ESTUDANTES DE VERDADE, a exemplo de muitos que me lêem. O que é um estudante de verdade? – O estudante de verdade entende que a universidade não deve […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 18 Feb 2017, 20h03 - Publicado em 11 Nov 2011, 15h19

unirio-livreNo dia 30 de novembro, a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) elege a nova diretoria do DCE. Também lá há uma chapa de ESTUDANTES DE VERDADE, a exemplo de muitos que me lêem. O que é um estudante de verdade?
– O estudante de verdade entende que a universidade não deve ser usada para fortalecer partidos.
– O estudante de verdade acredita no pluralismo.
– O estudante de verdade não se impõe na base do berro e da manobra.
– O estudante de verdade estuda.

Isso significa que o ESTUDANTE DE VERDADE não é da esquerda organizada. Ou alguém já viu algum esquerdista na universidade que não transforme a instituição em mero aparelho, não tente silenciar a divergência e não se imponha na base da truculência?

Também os estudantes da Unirio têm a chance de se livrar dos seus algozes VOTANDO NA UNIRIO LIVRE, A CHAPA 3, que expõe seu credo:
“Meritocracia, livre iniciativa, liberdade de pensamento, não ao marxismo farofeiro, contra esta hegemonia de pensamento esquerdista que seqüestrou o ambiente universitário, amordaçou a academia e transformou o ideal de uma ‘zona livre de idéias’ num engodo.”

À maioria silenciosa da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, lembro trecho do Manifesto:

“Eles dizem que “um outro mundo é possível”. Atuam como se, de fato, houvesse dois mundos. E há apenas um: é este em que vivemos. Ele tem de ser transformado, reformado, mudado, aprimorado. E nós sabemos que isso custa dedicação, estudo, esforço, trabalho, talento, dinheiro.
Não, eles não se dedicam!
Não, eles não se esforçam!
Não, eles não trabalham!
Não, eles não têm talento!
Sim, eles desperdiçam dinheiro público!

E NÓS JÁ ESTAMOS COM O SACO CHEIO DELES!”

Decida, aluno da Unirio: liberdade ou sujeição; resolução de problemas ou gritaria histérica e inútil.

Publicidade