Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

RAÚL E FIDEL CASTRO TRAÍRAM LULA E LIBERTARAM PRISIONEIROS

Nunca, leitor! Nunca cometa o erro de achar que Celso Amorim e Marco Aurélio Garcia já chegaram ao extremo da abjeção política. Porque sempre será um engano. Leiam o que vai abaixo. Volto em seguida: Por Ana Flor, na Folha Online: O ministro Celso Amorim (Relações Exteriores) afirmou nesta sexta-feira que o Brasil teve uma […]

Nunca, leitor! Nunca cometa o erro de achar que Celso Amorim e Marco Aurélio Garcia já chegaram ao extremo da abjeção política. Porque sempre será um engano. Leiam o que vai abaixo. Volto em seguida:

Por Ana Flor, na Folha Online:
O ministro Celso Amorim (Relações Exteriores) afirmou nesta sexta-feira que o Brasil teve uma atuação “discreta” na decisão do governo cubano de libertar 52 dos 167 presos políticos do país até outubro. A decisão foi anunciada na quarta-feira, após a negociação de meses com a Igreja Católica.

Amorim, que acompanha o giro do presidente Lula à África, comemorou a decisão de Cuba e disse que “o Brasil age de maneira discreta” e, portanto, não precisa anunciar ter participado das negociações. Segundo Amorim, a Igreja Católica conseguiu atuar de maneira eficiente “sem ser acusada de ingerência”.

O anúncio de Havana fez o dissidente cubano Guillermo Fariñas anunciar o fim da greve de fome que mantinha havia mais de quatro meses.

À tarde, também em Johannesburgo com o presidente Lula, o assessor especial Marco Aurélio Garcia afirmou que o Brasil sabia da iminência do anúncio. Se referindo à participação do chanceler espanhol, Miguel Ángel Moratinos, Garcia brincou que os espanhóis “pegaram carona” nas negociações.

“A bola caiu no pé deles e eles chutaram para dentro”, disse.

Comento
Digam: não faturar uma coisa positiva é a cara do governo Lula, não é mesmo? Ora… Essa gente bate a carteira da história sem a menor cerimônia, assumindo a paternidade indevida de fatos e eventos com os quais nada tem a ver. Imaginem se deixariam de faturar a libertação de prisioneiros cubanos se tivessem contribuído minimamente para isso. Resta agora apelar aos dois assassinos que mandam na ilha para que dêem um testemunho sobre a fantástica contribuição do Brasil.

E Marco Aurélio Garcia? A bola caiu na área uma ova! A participação ativa da Igreja Católica e da Espanha na libertação dos prisioneiros COMEÇOU EM ABRIL!!! Nesse tempo, o Brasil ficou de boca fechada. Nem mesmo tentou entrar no grupo. CONFIAVA NOS IRMÃOS: ESTAVA CERTO DE QUE A INICIATIVA NÃO DARIA EM NADA.

Sabem o que é mais asqueroso nisso tudo? Raúl e Fidel Castro traíram a confiança de Lula, Celso Amorim e Marco Aurélio e decidiram libertar prisioneiros. No terreno da lógica elementar, isso significa que o governo brasileiro queria era mais dureza com aqueles que o Babalorixá já chamou, por palavras tortas, de “bandidos”. Em Cuba, Lula é mais comunista do que Fidel Castro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s