Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

PT NA LAMA – Deputado que é secretário de Comunicação do partido pede cabeça de jornalista a seu patrão e ataca até a aparência física de quem o contesta

Há coisas realmente espantosas. O jornalista Fábio Pannunzio, da Band, tem um blog. É dele, não está nem mesmo hospedado nas páginas da emissora. No dia 6, escreveu um post anunciando o óbvio: o panelaço que certamente serviria de trilha sonora, como serviu, ao programa do PT no horário político. Pois não é que o […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 00h43 - Publicado em 13 ago 2015, 03h31

José Américo

Há coisas realmente espantosas. O jornalista Fábio Pannunzio, da Band, tem um blog. É dele, não está nem mesmo hospedado nas páginas da emissora. No dia 6, escreveu um post anunciando o óbvio: o panelaço que certamente serviria de trilha sonora, como serviu, ao programa do PT no horário político.

Pois não é que o deputado estadual petista José Américo (foto) resolveu, acreditem!!!, denunciar Pannunzio à Rede Bandeirantes, pedindo, sabe-se lá com base em quê, a sua cabeça? Isto mesmo, leitor: este nobre parlamentar, UM EX-JORNALISTA, pede ao patrão a cabeça de um trabalhador! A abjeção a que chegou esta legenda e seus próceres não tem fundo. Só fundos.

No Facebook, muita gente protestou contra a atitude fascistoide de Zé Américo. Sabem o que ele fez? Saiu xingando todo mundo de um modo realmente espantoso. A um interlocutor, que se identifica como “Stefano di Pastena”, ele escreve, com desdém:
“Alguém já te disse que você tem características físicas curiosas. Bem, não vou falar pois não quero me associar a preconceitos… Mas você… rs…

E lê a seguinte resposta:
“Características físicas, a gente não escolhe, você sabe, mas ser petista, mau-caráter, defensor de bandidos é uma escolha de vagabundos da sua laia”.

Ah, sim: José Américo é secretário Nacional de Comunicação do PT. Ocupa o cargo que já foi do atual presidiário André Vargas, que costumava ter idêntica delicadeza com jornalistas dos quais não gostava. Abaixo, imagem das baixarias de Zé Américo e, na sequência, o post que Pannunzio publicou em seu blog.

*

Pannunzio blog

Pannunzio blog imagem 2

O secretário nacional de comunicação do PT definitivamente pirou. Desde ontem, o deputado Zé Américo se dedica a xingar, afrontar e maldizer todos aqueles que criticaram sua tentativa de intimidar o editor destas linhas com um sugestivo pedido de corte de cabeça feito via Facebook.

“Babaca”, “retardado” e “analfabeto” são algumas das aleivosias que o parlamentar tem postado em seu perfil em resposta aos comentários de leitores de sua própria página que censuraram seu gesto.

Continua após a publicidade

O problema começou no último dia 6, quando Zé Américo decidiu ‘dedurar’ para a direção da Rede Bandeirantes que eu estava “convocando” o panelaço no Blog do Pannunzio. O blog é meu espaço de manifestação pessoal, assim como minhas páginas no Facebook, e os conteúdos que produzo para essas plataformas nada têm a ver com minhas funções dentro da Band.

Não houve convocação alguma — apenas a predição de que o panelaço fatalmente ocorreria porque o partido ocupou uma rede nacional de televisão para não dizer absolutamente nada de novo sobre os assaltos praticados por colegas de legenda de Zé Améico. A mensagem petista foi veiculada no mesmo espaço em que fiz minhas observações.

Denunciei a empreitada macartista. Não transijo com gente que dedura jornalistas a seus chefes na expectativa de com isso neutralizar críticas. É o caso desse deputado Zé Américo — curiosamente, ele próprio um ex-jornalista que achou mais fácil ganhar a vida como político do que como repórter ou redator.

Deve ser mais fácil mesmo. Mas eu tenho que defender a escola dos filhos e o supermercado do mês numa redação, e não respeito quem quer me roubar o sustento ganho dura e honestamente.

O post dedo-duro recebeu dezenas de comentários condenando o comportamento head-hunter de Zé Américo. Na manhã desta quarta-feira, cada um dos leitores de sua página que criticaram seu comportamento execrável recebeu um descompostura. Os termos bem poderiam ser enquadrados como  pornográficos caso não revelassem o fascismo encarnado no chefe da comunicação social petista.

Perante o leitor Stéfano di Pastena, Zé Américo assume seu lado lombrosiano: “Não quero criticar suas características físicas”, vitupera o nada nobre parlamentar, aparentemente sem atentar para o fascismo de sua canhestra observação.

O deputado segue destilando o ódio contra a jornalista Paula Azzar, cuja afinidade com a língua pátria é questionada num texto cheio de problemas de pontuação: “Aprenda a escrever… Colocar vírgulas se aprende no ensino fundamental… Com estas limitações, duvido que você consiga realizar algo no jornalismo… Aprenda a escrever….“, respondeu o deputado, que aparentemente não sabe quando o uso de reticências é correto ou não.

Para Marina Villas Bôas, o veneno do preconceito falou mais alto do que recomendaria o decoro parlamentar. “Você tem limitações mentais ou estudou pouco?”, escreveu o deputado, relacionando crítica política com supostos problemas mentais, no melhor estilo do regime stalisnista, que mandava os opositores para hospícios e gulags.

Pior ainda foi a tréplica à crítica do leitor Márcio Leal. “Sua cara é de retardado. Você ja fez exame de QI? Faça um. Eu duvido que você atinja o nivel da normalidade”, cuspiu Zé Américo, numa frase chula e sem acentos.

Os destemperos do chefe da comunicação petista podem ser vistos em sua página no Facebook. Basta clicar aqui para conferir. Não se assuste com a baixaria. O que está escrito ali e assinado pelo deputado é apenas a essência do que vai dentro da cabeça desse aberrante parlamentar, que não tem a mínima ideia do que é respeitar seus contendores e se comportar em espaço públicos.

Agora, sou eu quem diz: eleitores desse crápula, vejam bem quem vocês mandaram para o parlamento e… Cortem sua cabeça na próxima eleição!

Continua após a publicidade
Publicidade