Clique e assine a partir de 8,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

PSDB, com 10 senadores, anuncia apoio oficial a Pedro Taques; PSB, com 4, anuncia que recusará nome de Renan

Por Laryssa Borges, na VEJA.com: Diante dos novos desgastes envolvendo o senador Renan Calheiros, denunciado na última sexta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) por utilizar notas fiscais falsas para justificar o pagamento de uma pensão alimentícia, o PSDB anunciou nesta quarta-feira que deve apoiar a candidatura alternativa do novato Pedro Taques (PDT-MT) à presidência do […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 31 jul 2020, 06h57 - Publicado em 30 jan 2013, 20h57

Por Laryssa Borges, na VEJA.com:
Diante dos novos desgastes envolvendo o senador Renan Calheiros, denunciado na última sexta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) por utilizar notas fiscais falsas para justificar o pagamento de uma pensão alimentícia, o PSDB anunciou nesta quarta-feira que deve apoiar a candidatura alternativa do novato Pedro Taques (PDT-MT) à presidência do Senado.
(….)
Nesta quarta-feira, o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), informou que o partido apresentará nesta quinta uma “carta de princípios” a Pedro Taques antes de sacramentar o apoio dos tucanos à candidatura do político mato-grossense. O apoio em massa da bancada do PSDB daria dez votos a Taques, mas a eleição para a presidência do Senado, que ocorre na manhã de sexta-feira, é secreta.

Ao anunciar a disposição do PSDB em apoiar o nome de Taques à presidência da Casa, Alvaro Dias disse ser necessário “preservar um espaço de dignidade na instituição” em busca de um “novo cenário de maior respeitabilidade”. “Certamente nós vamos marchar unidos em torno dessa candidatura (de Pedro Taques). Temos 81 senadores e temos que colocar a instituição em primeiro lugar. Se há contestação em relação a determinado nome, por que insistir com ele? As circunstâncias exigem um posicionamento diferente da oposição”, afirmou.

PSB
Na manhã desta quarta, o PSB também marcou posição contra a candidatura de Renan Calheiros e decidiu que não votará nele para a presidência do Senado. Os socialistas representam mais quatro votos contrários às pretensões do alagoano de voltar ao cargo do qual foi abatido em 2007 após uma série de denúncias de irregularidades. A bancada do PSB, formada por Lídice da Mata (BA), Antônio Carlos Valadares (SE), João Capiberibe (AP) e Rodrigo Rollemberg (DF), afirmou que, com as eleições para a Mesa Diretora, o eleitorado espera “compromisso firme com a ética e com a continuidade do processo de transformação do Brasil em uma nação justa e próspera”.

Publicidade