Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Por uma questão de isonomia, duas perguntas ao jornalismo da Globo

O Jornal Nacional consagrou uma fórmula para tratar da suposta formação de cartel em São Paulo: “Os contratos se deram nos governos Covas, Alckmin e Serra, todos do PSDB”. Como, agora, os contratos celebrados pelas estatais federais Trensurb e CBTU também estão sob investigação do CADE, pergunto: vai se aplicar, de forma metódica, a fórmula: […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 04h13 - Publicado em 20 mar 2014, 17h01

O Jornal Nacional consagrou uma fórmula para tratar da suposta formação de cartel em São Paulo: “Os contratos se deram nos governos Covas, Alckmin e Serra, todos do PSDB”. Como, agora, os contratos celebrados pelas estatais federais Trensurb e CBTU também estão sob investigação do CADE, pergunto: vai se aplicar, de forma metódica, a fórmula: “Os contratos foram celebrados durante o governo Dilma, do PT”?

A propósito: o escândalo da Petrobras — que vale vários cartéis!!! — não merece a mesma fórmula: “A primeira metade da refinaria foi comprada no governo Lula, e o pagamento da segunda metade foi feita no governo Dilma, ambos do PT”?

E noto: não me oponho a que se chame a atenção para o partido, não, ou a que se evoque a responsabilidade do governante máximo da instância em que se deu o caso DESDE QUE A REGRA VALHA PARA TODO MUNDO

Afinal, uma justiça mal distribuída é, por si, injusta, ainda que justa em si.

Continua após a publicidade
Publicidade