Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Podcast: se parlamentares queriam fato determinado para a CPI do Apagão Aéreo, Diogo oferece um. Escandaloso. Alô, Celso Mello…

Painel de Brennand no Aeroporto de Recife: não é a obra que está em debate Atenção, leitor amigo. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, presidida por um certo Leonardo Picciani (PMDB-RJ), recomendou o arquivamento do pedido da CPI do Apagão Aéreo (que chegaria aos contratos feitos pela Infraero) porque não viu no requerimento […]

Painel de Brennand no Aeroporto de Recife: não é a obra que está em debate

Atenção, leitor amigo. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, presidida por um certo Leonardo Picciani (PMDB-RJ), recomendou o arquivamento do pedido da CPI do Apagão Aéreo (que chegaria aos contratos feitos pela Infraero) porque não viu no requerimento um “fato determinado”. O plenário da Câmara, por 308 votos a 141, endossou o parecer da CCJ. Queriam fatos determinados, não é? Pois Diogo Mainardi oferece aos valentes um deles, escandaloso na sua evidência. Está no Podcast, que vai ao ar logo mais. Reproduzo abaixo, em azul, um trecho. Volto em seguida:

Francisco Brennand é um dos maiores artistas brasileiros. É conhecido por suas esculturas em forma de falo. Melancolicamente, um dia ele poderá ser conhecido apenas como sogro de Carlos Wilson.
“Carlos Wilson é um deputado petista. Foi presidente da Infraero no primeiro mandato de Lula. Desde que o TCU passou a esquadrinhar as contas da Infraero, seu nome é associado à suspeita de irregularidades nas reformas dos aeroportos.
Carlos Wilson é casado com Maria Helena Brennand, filha de Francisco Brennand. Além de ser um grande escultor, Francisco Brennand é dono da Oficina Brennand, que produz azulejos e pisos de cerâmica. Os azulejos e pisos de cerâmica da Oficina Brennand foram usados na reforma do aeroporto de Recife. Foram usados também nas reformas dos aeroportos de Maceió e de Congonhas.
Isso significa o seguinte: Carlos Wilson passou o dinheiro da Infraero às empreiteiras que, por sua vez, o repassaram à empresa da família de Carlos Wilson. O PT enterrou a CPI dos aeroportos com o argumento de que faltava um fato determinado. Se o que eles queriam era um fato determinado, aí está. O PT terá de inventar outra mentira.
(…)
O gerente da Oficina Brennand, Alexandre Fernandes, lembrou que o vínculo do artista com a Infraero é muito anterior à entrada de Carlos Wilson na autarquia. Ele se referia ao fato de, em 1958, Francisco Brennand ter feito um monumental painel cerâmico para o aeroporto de Recife, uma das principais atrações turísticas da cidade, com aqueles seus camponeses tocando flauta e plantando bananeira. Como nunca é demais, porém, depois que Carlos Wilson assumiu a Infraero o acervo do aeroporto foi enriquecido com mais algumas obras de seu sogro.” Para ouvir o podcast, clique aqui.

Voltei
É isso aí. É assim que eles agem mesmo quando as relações comerciais e familiares, o público e o privado, se misturam de forma tão evidente, tão flagrante, tão inegável, tão escancarada, tão à luz do sol. Imaginem, então, o que não se vai criando nas sombras, nas relações nem tão evidentes, nos laços nem tão diretos.
O fato é que o TCU aponta irregularidades na reforma de nada menos do que sete aeroportos, todos tocados pela Infraero, sob o batuta de Carlos Wilson. Rejeitado pelo PTB, imaginem, ele acabou indo parar no PT.
Isso me faz lembrar uma nota que postei aqui há dias, ao lembrar que gente como Paulo Maluf, Fernando Collor e Augusto Farias, irmão de PC Farias, são hoje todos aliados de Lula. Afirmei então que esses caras correm um risco: podem ter a sua notória reputação piorada pela convivência com os petistas.
Ah, sim: o podcast de Diogo termina assim: “Na segunda-feira, de acordo com a repórter Renata Lo Prete, Carlos Wilson deu uma gravata Salvatore Ferragamo a José Dirceu como presente de aniversário. Os petistas se entendem. Eu é que me recuso a entendê-los.
É o país em que alguns tocam flauta, enquanto outros plantam bananeira.
Com a palavra, Celso Mello, ministro do STF.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    JPMello

    E-mail enviado ao Exmo. Sr.Ministro Celso de mello
    O Brasil vive uma situação de crise ética. A corrupção atinge níveis insuportáveis. Os escândalos divulgados através da imprensa se avolumam. O desprezo às convenções e à moral vigente é uma realidade. A sociedade exige a prerrogativa do respeito às leis, especialmente por parte daqueles que as representa. Como cidadão brasileiro e na condição de contribuinte, me acho no pleno direito de saber como e de que maneira o governo aplica o dinheiro proveniente da arrecadação de impostos. Como cidadão que utiliza os nossos aeroportos, me acho no pleno direito de saber as causas do denominado “APAGÃO AÉREO”. De como estão sendo administrados os aeroportos e o sistema de contrôle aéreo. De que maneira os recursos para a modernização doa aeroportos têm sido aplicados. O uso político, uma das justificativas utilizada pela oposição para enterrar a CPI é irrelevante desde que a verdade prevaleça. Outros acidentes como o que ocorreu com o avião da GOl, devem ser por todos os meios evitados. Desejo com toda a veemência saber se posso viajar de forma segura. Até agora não tenho a resposta.Sua decisão favorável para a instalação da CPI do “APAGÃO AÉREO”,colocará a sociedade no pleno gozo de seus direitos civis e políticos e fazer o parlamento desempenhar seus deveres para com esta.Codiais SaudaçõesJPMello

    Curtir

  2. Comentado por:

    Zé Luis

    Que pena: Brennand, que nada devia em termos artísticos, se envolve com esta gente deplorável. Ai, ai, ai. O Brasil ainda vei ser engolido pela mal-caratice generalizada. Dos artistas que dominam o ofício, Brennand era um foco de resistência. Depois que Iberê morreu, ele era o principal artista a continuar contestando (com o trabalho) a picaretagem oficial de bienais e congêneres. O mérito de Brennand não desaparece, é certo, mas este fato vai mais uma vez levar aquele raciocínio fatal de que são todos iguais. E com isso jamais daremos o salto da bananeira e dos peões ao indivíduo pura e simplesmente representado. Seja na retratística, seja, ahimé!, na política… quem sabe não é hora de goyescas figuras virem à tona. A figura de Collor chegando ao planalto está pra lá de quimérica; pior, só o sapo barbudo, que parece ter saltado de um Bosch para a praça dos três poderes. Só não vê quem não quer.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Orfeu Lima

    Qual é meu irmão.Fala sério nobre combatente.Dá desespero sim, mas a luta continua.
    Toma uma dose dupla, sacode a poeira e dá a volta por cima.
    Nós estamos com você.
    Desistir jamais!!!

    Curtir

  4. Comentado por:

    Robespierre

    É um grito que se espalhaÉ uma podridão CANALHA!

    Curtir

  5. Comentado por:

    Anônimo

    Eu acho que não deveria existir arte alguma. Escultura, música, ballet, teatro, cinema, pintura e etc…a arte sempre se engaja e precisa de dinheiro. Os artistas só produzem no ócio pleno e convicto. Degenerados que são! A arte sempre vai encostar no dinheiro para sua sobrevivência. Ninguém consome espontaneamente essa porcaria. Ela não tem serventia alguma senão enriquecer quem a produz. Podemos passar a vida sem arte. Ela não presta pra nada. A arte se utiliza da ideologia para manter-se viva, seja de esquerda ou de direita. Em ambos os casos, as ideologias abrigam criminosos e artistas. Blogs, revistas e podcasts por sua vez abrigam fracassados e idiotas mas são necessários. Afinal, vamos rir de que?

    Curtir

  6. Comentado por:

    Rodrigo Guerra

    Reinaldo,
    Isto não é matéria para capa da Veja? Pelo amor de Deus, estou me convencendo de que estamos todos acostumados com sujeira de tal maneira que estamos nos acomodando. Em qualquer país com um mínimo de decência isto seria motivo que uma CPI e demissão imediata destas pessoas. Mas no Brasil, nem mesmo a imprensa da a devida importância. Somos um bando de rendidos neste país de merda… Em tempo, obrigado ao aliciado PMDB pelos inestimáveis serviços ao país.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Anônimo

    S O C O R R O ! ! ! !É de estarrecer qualquer um. Menos, talvez, a petralhada, acostumada a mamar nas tetas do Estado e a sugar as verbas públicas. Gente infame!

    Curtir