Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Pela primeira vez, Aécio aparece à frente de Dilma numericamente: 46% a 44% — ou 51% a 49% dos votos válidos

É… Nunca antes na história “destepaiz”, dois institutos de pesquisa coincidiram tanto, não é? Depois de enormes divergências ao longo do primeiro turno e de ambos terem errado para valer, parece que Ibope e Datafolha ajustaram seus critérios e leram do mesmo modo a vontade popular. Se a eleição fosse hoje, dizem, o tucano Aécio […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 11 Feb 2017, 22h32 - Publicado em 9 Oct 2014, 21h57

É… Nunca antes na história “destepaiz”, dois institutos de pesquisa coincidiram tanto, não é? Depois de enormes divergências ao longo do primeiro turno e de ambos terem errado para valer, parece que Ibope e Datafolha ajustaram seus critérios e leram do mesmo modo a vontade popular. Se a eleição fosse hoje, dizem, o tucano Aécio Neves teria 46% dos votos no segundo turno, e a petista Dilma Rousseff, 44%. Nos dois, “brancos, nulos ou nenhum” somam 10%. Assim, os candidatos têm também o mesmo número de votos válidos: 51% para ele e 49% para ela. É a primeira vez na corrida presidencial que Aécio aparece à frente de Dilma.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores no dias 7 e 8. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01071/014. O Datafolha ouviu 2.879 eleitores nos dias 8 e 9. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-01068/2014. Em ambos, a margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

Para lembrar: no primeiro turno, Dilma obteve 41,59% dos votos válidos, e Aécio, 33,55%. A estarem certos os números de IboPe e Datafolha, o peessedebista ganhou impressionantes 17,45 pontos, e a petista, apenas 7,41.

Nesta quarta, o Instituto Paraná também divulgou um levantamento. Nesse caso, a diferença em favor de Aécio é bem maior: 45% a 39%, com margem de erro de 2,2 pontos para mais ou para menos. Nos válidos, a disputa estaria 54% a 46%. O PT, obviamente, está em pânico, o que explica a violência no horário eleitoral, questão que tratarei em outro post.

Continua após a publicidade

Ibope e Datafolha  publicaram também os números sobre a avaliação do governo Dilma. No primeiro instituto, ele é considerado bom ou ótimo por 39% dos entrevistados; é regular para 33% e ruim ou péssimo para 27%. No segundo, o índice de ótimo e bom também é de 39%, e há uma divergência no regular — 38% — e ruim ou péssimo: 22%.

Vamos ver, agora, quando os institutos começarão a divergir e quem chegará mais perto do resultado das urnas.

Publicidade