Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

O crescimento de 7,5% do PIB e o futuro

O PIB cresceu 7,5% em 2010 na comparação com 2009, segundo dados do IBGE. O número está de acordo com a estimativa de todos os analistas. Há aí a evidência de algo que já havia sido contatado: a capacidade da economia brasileira de se recuperar da crise. Há certas leituras um tanto exageradas: “O maior […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 12h39 - Publicado em 3 mar 2011, 17h32

O PIB cresceu 7,5% em 2010 na comparação com 2009, segundo dados do IBGE. O número está de acordo com a estimativa de todos os analistas. Há aí a evidência de algo que já havia sido contatado: a capacidade da economia brasileira de se recuperar da crise. Há certas leituras um tanto exageradas: “O maior crescimento da economia em 24 anos!”, alardeia-se. É um índice bastante robusto, sem dúvida, mas qual é termo de comparação? Um ano em que houve recessão, quando a economia encolheu 0,6%.

A boa questão é se este é um país que pode crescer a 7,5% — isto é, se um 7,5% pode se seguir a outro. A resposta: não! Ao falar com a imprensa, depois de receber Xanana Gusmão, primeiro-ministro do Timor Leste, a presidente Dilma Rousseff falou sobre o agora e o depois: “Eu esperava que o crescimento fosse elevado. Sabíamos que seria um número acima de 7%. Então, 7,5% é um número bastante razoável”. Segundo a presidente, no futuro, o índice ficará “numa faixa entre 4,5% e 5%, tranquilamente”.

Publicidade