Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O bom de não ter US$ 34 bilhões é não perder US$ 24 bilhões…

É, leitor, pense bem! Você nunca teve uma fortuna estimada em US$ 34 bilhões, como Eike Batista, nem foi um dos 10 homens mais ricos do mundo. Lado bom disso: você também nunca perdeu US$ 24 bilhões em menos de um ano. Leio na VEJA Online: Após as consecutivas perdas das empresas do grupo EBX […]

É, leitor, pense bem!

Você nunca teve uma fortuna estimada em US$ 34 bilhões, como Eike Batista, nem foi um dos 10 homens mais ricos do mundo. Lado bom disso: você também nunca perdeu US$ 24 bilhões em menos de um ano.

Leio na VEJA Online:
Após as consecutivas perdas das empresas do grupo EBX na bolsa de valores, o empresário Eike Batista deixou, nesta quinta-feira, a lista dos 100 homens mais ricos do mundo, de acordo com ranking da Bloomberg, atualizado diariamente. Eike ocupava o 10º lugar na lista em março de 2012, quando o ranking foi criado.  O empresário despediu-se do rol dos mais ricos depois de perder 300 milhões de dólares na bolsa na quarta-feira, quando as ações da OSX (empresa do setor naval) caíram 11,6%. Com isso, sua fortuna passou a ser avaliada em 10 bilhões de dólares.
A OSX – junto com a empresa de logística LLX – é a firma responsável pela construção do Porto de Açú, em São João da Barra, no Rio de Janeiro – cujas obras estão atrasadas. No final de janeiro, as duas empresas receberam ainda uma multa bilionária por danos ambientais causados na área do porto.
Outra razão para a queda das ações foi o fato de a companhia ter anunciado a intenção de fazer um novo aumento de capital equivalente a 250 milhões de dólares – que poderá diluir a participação dos investidores na empresa.
Na terça-feira, Eike ainda ocupava o 93° da lista, com fortuna avaliada em 11,4 bilhões de dólares. O valor é menor que um terço do verificado em março de 2012, quando a fortuna de Eike era calculada em 34,5 bilhões de dólares, segundo a Bloomberg.

Voltei
Caramba! Na terça, ele tinha US$ 11,4 bilhões. Hoje é quinta, e houve a evaporação de US$ 1,4 bilhão? Então aquela dinheirama de US$ 34 bilhões, vamos dizer assim, não era bem dele, né? Qual é o tamanho da riqueza de Eike? Meu pai, que era operário — trocava mola de caminhão —, achava que a riqueza de alguém era definida pelo quanto o sujeito podia gastar de seu, sem dar bola pra ninguém. Incluía, numa linguagem que ele não falava, bens imóveis que pudessem ser convertidos em dinheiro. “É por isso que seu pai morreu operário, e ele é Eike Batista.” É…, faz sentido.

Eu estou achando esse mundo dos bilionários muito inseguro, estressante e volátil. Há 10 meses, Eike estava entre os 10 mais ricos do mundo; agora, não está nem entre os 100? Isso quer dizer que, há dez meses, se ele se desfizesse de todas as suas ações, arrecadaria US$ 34 bilhões no mercado?

Sei não… Sou tentado a achar que Charles Lutwidge Dodgson faria sucesso escrevendo sobre esse mundo… Quem é esse? Pesquise, leitor amigo, pesquise!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s