Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

O 11 do 11 de 2011 do PT em São Paulo: Haddad é declarado candidato oficial

A dita “modernização” do PT em São Paulo, ora vejam!, passou pela imposição de um candidato. Lula decidiu, e faz tempo!, que seria Fernando Haddad. À sua maneira, é um mecanismo um tantinho mais autoritário do que os antigos partidos comunistas, que tinham ao menos um comitê central. O do PT é composto de um […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 18 Feb 2017, 20h02 - Publicado em 11 Nov 2011, 16h29

A dita “modernização” do PT em São Paulo, ora vejam!, passou pela imposição de um candidato. Lula decidiu, e faz tempo!, que seria Fernando Haddad. À sua maneira, é um mecanismo um tantinho mais autoritário do que os antigos partidos comunistas, que tinham ao menos um comitê central. O do PT é composto de um só. Se vocês recuperarem o noticiário, verão dirigentes petistas a dizer que as prévias seriam realizadas; que, no PT, quem decide são as bases, essas coisas. Eis aí. Noves fora, há uma excelente notícia em tudo isso: Haddad vai deixar o Ministério da Educação. Sem conhecer o substituto, é certo que haverá um ganho de qualidade. Quem sabe venha alguém que ao menos meta os pés pelas mãos em vez de os pés pelos pés. Segue texto de Daniene Cardoso, do Estadão Online.
*
O PT oficializou hoje o candidato do partido à Prefeitura de São Paulo em 2012: o ministro da Educação, Fernando Haddad, que reconheceu o papel do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que seu nome fosse o escolhido. “A autoridade e o sentimento dele tiveram peso muito importante no início do processo”, afirmou o ministro, reconhecendo também a adesão de outras lideranças em favor de sua pré-candidatura. “Não posso desvalorizar o peso do presidente, assim como não posso desvalorizar o peso das outras lideranças”, acrescentou.

O candidato petista disse que agora conversará com a presidente Dilma Rousseff para definir a data para deixar o ministério da Educação. “Vou seguir religiosamente o que ela determinar. Em primeiro lugar os interesses do governo federal e do ministério.”

Após a desistência dos deputados federais Jilmar Tatto e Carlos Zarattini de disputar as prévias o nome de Haddad foi anunciado hoje pelo presidente nacional do partido, deputado estadual Rui Falcão. “Já temos um candidato a prefeito, o companheiro e ministro Fernando Haddad”, disse.

Ao anunciar as desistências, Tatto e Zarattini destacaram um consenso na legenda em torno do nome do ministro e concluíram que seria inútil submeter a decisão às prévias. “O Fernando, com sua competência, conseguiu uma maioria e uma hegemonia. Ir para uma disputa significaria esgarçarmos o partido”, declarou Jilmar Tatto.

Já Zarattini ressaltou que durante o processo de debates regionais a candidatura do ministro ganhou força numérica e que as urnas diriam o que de fato todos sabiam: que o preferido do ex-presidente Lula seria o escolhido. “O melhor não é realizar uma votação para ratificar o que já existe, o melhor é nos unir”, afirmou.

Continua após a publicidade

Em seu primeiro discurso como candidato do PT, Haddad agradeceu o apoio dos vereadores e das lideranças da sigla. O ministro concordou com Zarattini sobre a consolidação de sua candidatura nos últimos meses. “Não havia necessidade para fins protocolares de dar a público o que era de conhecimento de todos”, destacou Haddad. Durante o anúncio, os petistas defenderam a união do partido. “O PT só ganha eleição se tiver unido”, apontou Tatto. “Fernando, você é o escolhido e leva essa responsabilidade de representar o PT”, disse o vereador Antonio Donato, presidente do diretório municipal da sigla.

Publicidade