Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Número de vagas de trabalho fechadas passa de 650 mil em 2015

Em setembro, postos fechados somaram 95 mil; balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho, ficou acima das projeções de analistas

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 00h15 - Publicado em 23 out 2015, 17h05

Na VEJA.com:

O Brasil fechou 95.602 vagas formais de trabalho em setembro, segundo o balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira. Em 2015, o número de postos fechados soma 657.761 e, em doze meses, já são 1,23 milhão, em torno de 1% da população economicamente ativa do país.

O número de setembro, no qual o saldo foi negativo em todos os setores pesquisados, ficou acima das projeções de mercado. Analistas consultados pela agência Reuters previam o fechamento de 65.000 empregos, segundo a mediana das expectativas. Ao todo, foram 1,32 milhão de vagas criadas e 1,42 milhão de demissões.

O saldo negativo de setembro subiu em relação a agosto, quando foi de 86.543 vagas. Até o momento, o pior resultado foi o de julho, mês em que o saldo negativo foi de 157.905 postos de trabalho. Em 2015, o saldo só foi positivo em março.

O resultado de setembro mostra um grande contraste com o quadro que se via há apenas um ano. Em setembro de 2014, foram criadas mais de 123.000 vagas, segundo o balanço do Caged daquele mês. Em doze meses, até setembro de 2014, o número de postos de trabalho gerados foi de 596.363.

Em termos proporcionais, a construção civil foi o setor que mais demitiu em setembro deste ano. Foram fechadas 28.200 vagas, o que correspondeu a uma diminuição de 0,98% em relação ao mês anterior. Em números totais, o setor de serviços, com mais de 33.000 cortes, foi o que mais demitiu.

 

Continua após a publicidade
Publicidade