Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Nem o piloto de motocross escapou: teve de pagar propina

Leia na VEJA: Israel Guerra, o filho de Erenice, cobrou propina de um corredor de Motocross que descolara um patrocínio de 200 000 reais com a Eletrobrás, estatal sob a influência de Mamãe Gansa. Taxa de sucesso paga: 40 000 reais. “Israel chamava a Dilma de tia”, contou Luís Corsini, o desportista que pagou a […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 14h12 - Publicado em 18 set 2010, 10h02

Leia na VEJA:

Israel Guerra, o filho de Erenice, cobrou propina de um corredor de Motocross que descolara um patrocínio de 200 000 reais com a Eletrobrás, estatal sob a influência de Mamãe Gansa. Taxa de sucesso paga: 40 000 reais. “Israel chamava a Dilma de tia”, contou Luís Corsini, o desportista que pagou a taxa de sucesso.

Publicidade