Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Lula dá os votos de Marina como favas contadas. Ou: Baixarias do passado e do presente

Lobo pode mudar de pêlo, mas não de vício. Leiam esta. Volto em seguida: Por Cirilo Junior, na Folha Online: Lula diz que boa parte dos votos de Marina irá para Dilma O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira acreditar que boa parte dos votos dados à candidata derrotada do PV, Marina […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 14h00 - Publicado em 7 out 2010, 23h20

Lobo pode mudar de pêlo, mas não de vício. Leiam esta. Volto em seguida:

Por Cirilo Junior, na Folha Online:
Lula diz que boa parte dos votos de Marina irá para Dilma

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira acreditar que boa parte dos votos dados à candidata derrotada do PV, Marina Silva, serão transferidos para Dilma Rousseff (PT) no segundo. Para Lula, os eleitores deixaram claro que querem uma mulher na presidência da República, pelo fato de que Dilma e Marina, somadas, tiveram 67% dos votos válidos. “Como se tem uma mulher e um homem no segundo turno, subentende-se que a mulher possa levar uma vantagem.”

Ele elogiou Marina, a quem se referiu como uma “companheira extraordinária”, e disse entender que a senadora ainda vai demorar um tempo para tomar posição em relação ao segundo turno. “Convidei a Marina para ser minha ministra, e ela saiu quando quis. Entendi isso, assim como entendi quando ela quis sair do PT”, afirmou, após participar da expansão do Cenpes (Centro de Pesquisas da Petrobras). Lula, no entanto, não mencionou se vai pedir o apoio de Marina.

Sobre a polêmica sobre a posição de Dilma em relação ao aborto, Lula disse que é comum haver jogo sujo na reta final de campanha. “Sofri isso em 89, o submundo da política é assim”, observou, ao lembrar das acusações feitas pelo então adversário Fernando Collor, de que teria proposto um aborto para uma antiga namorada. Lula reiterou que Dilma é contrária ao aborto, e ressaltou que essa posição ficará ainda mais explicitada na campanha.

Questionado sobre a intenção de o PSDB expor o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Lula disse apoiar a medida. Para ele, isso vai servir para que haja uma comparação entre seu governo e o de FHC, neste segundo turno. O presidente disse que pretende participar ativamente da campanha de Dilma, e que o segundo turno é positivo para a consolidação das propostas.

“Acho ótimo [ter segundo turno]. Estou comemorando. Agora no domingo vai ter o primeiro debate, depois tem carreatas e comícios. E pretendo participar de muita coisa nessa campanha”. Lembrou ainda que participou de três disputas no segundo turno, e que essa fase da campanha permite que as posições fiquem mais claras.

Continua após a publicidade

“Agradeço por duas coisas na minha carreira: não ter ganho (sic) em 1989 e ter ido para o segundo turno em 2006. Se ganho no primeiro turno, com 51% dos votos, sempre ia ter uma contestação. Foi importante ir para o segundo turno e ter uma maioria mais expressiva”.

Comento
Bem, se é assim como Lula diz, então não há por que disputar o apoio de Marina, não é mesmo? Eu não sabia, e ninguém sabia, que havíamos tido uma eleição de gênero no Brasil. Teria havido um plebiscito: “Queremos uma mulher na Presidência”.

Eu não sei o que o repórter Cirilo Junior quis dizer com “a intenção de o PSDB expor o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (…)”. Certamente não significa que os tucanos cairão no truque óbvio de Lula de fazer apenas uma disputa sobre o passado. Não que tivessem motivos para se envergonhar: é que a memória daquele governo já vai um tanto longe, distorcida por oito anos da antipropaganda petista e suas mistificações.

Não! A disputa continua a ser entre Serra e Dilma, CADA UM DELES, SIM, COM O SEU PASSADO E AS ESCOLHAS QUE FIZERAM AO LONGO DA VIDA. E, igualmente, os tucanos não podem deixar os petistas se tornarem os donos da narrativa sobre o seu passado. Dá para fazer um confronto bem emocionante.

Quanto à sua frase sobre 1989… Ai, ai, ai…  Certa feita escrevi que, naquele ano, dos males, deu-se o menor. Foi uma gritaria danada! “Olhem o Reinaldo elogiando o Collor!!!” Eu não! Ele até me processou uma vez. Ganhei. Só estava afirmando que, naquele  caso (votei no Doutor Ulysses), o destrambelhado ainda era menos perigoso para o país do que o abestado socialista. Fez o que fez e caiu. Brecar o “socialismo” de Lula, então, teria custado bem mais caro. E vejam que curioso: ele concorda!

Quanto a essa história da baixaria de que foi vítima… Pois é. O vídeo abaixo fala por si mesmo. Está na internet faz algum tempo. Não fui eu que montei, não. A colagem das falas e dos fatos é bastante pertinente.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=A5CBVgWSaBU?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344]

Continua após a publicidade
Publicidade