Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Luciana Genro tem de voltar a ter um debate qualificado com Levy Fidelix

Grande momento de ex-deputada do PSOL ainda é um debate de 2014 em que a função do aparelho excretor opôs de modo inconciliável esses dois pensadores

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 23h39 - Publicado em 25 jan 2016, 16h40

Há pessoas que me entediam — Marina Silva, por exemplo. Outras podem me matar de tédio: Luciana Genro, por exemplo. Seu grande momento, vamos ser sinceros, ainda é debatendo com Levy Fidelix a função do aparelho excretor. Nada mais duplamente merecido.

A ex-deputada do PSOL concedeu uma entrevista à Folha desta segunda e atirou para todos os lados: criticou a política econômica do governo Dilma, disse que Michel Temer é um “inimigo na trincheira” do Planalto e chamou de “modelo econômico perverso” as propostas defendidas por Aécio Neves e pelo PSDB.

Sobrou até para o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que, segundo ela, deu início à corrupção que está instalada hoje em Brasília.

Luciana, como toda a esquerda, sabe ser crítica a favor. Ela se disse, claro!, contra o impeachment, por considerá-lo uma “opção retrógrada”. Para ela, aqueles que pedem o afastamento da petista são a “oposição de direita”, por isso nem ela nem o PSOL vão apoiar a tese do impedimento.

Ou por outra: Luciana quer ser linha auxiliar do Planalto, mas posar de independente.

Vale dizer: tem de voltar a debater com Levy Fidelix

Continua após a publicidade
Publicidade