Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LEIAM ABAIXO

— Logo vão pedir que a gente aplauda Lula e o governo por mais um escândalo. Ou: Eduardo Campos precisa ler um dos Diálogos, de Platão; — Após desdobramentos da ação da PF, Álvaro Dias sugere criação de CPI; — Esquema atuou por mais três empresas; — Investigado na Operação Porto Seguro é afastado dos Correios; — Joaquim Barbosa derruba […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 07h17 - Publicado em 4 dez 2012, 07h25

— Logo vão pedir que a gente aplauda Lula e o governo por mais um escândalo. Ou: Eduardo Campos precisa ler um dos Diálogos, de Platão;
— 
Após desdobramentos da ação da PF, Álvaro Dias sugere criação de CPI;
— Esquema atuou por mais três empresas;
— Investigado na Operação Porto Seguro é afastado dos Correios;
— Joaquim Barbosa derruba supersalários do Tribunal de Contas da cidade de SP;
— Execução da punição a réus pode ficar nas mãos do STF;
— O dia em que Falcão, do PT, fez uma aterrissagem mais desengonçada do que a de um urubu;
— 
Como um sururu num hospital federal do Rio me fez lembrar da “Primeira Meditação”, de Descartes. Ou: Se está bom para o povo do Butão, está excelente para mim, metafísica à parte!!!;
— Bancadas dos estados não produtores tentarão derrubar veto de Dilma à lei dos royalties; na sexta, eu havia dito que o governo abusava do Congresso…;
— Se a oposição tiver o que dizer na semana que vem, já é um bom começo; não precisamos de planos para 20 anos;
— Sergio Guerra e FHC lançam Aécio Neves candidato à Presidência da República em 2014;
— Gilberto Carvalho tem razão: corrupção agora não está debaixo do tapete; é exibida com orgulho na sala de visitas!;
— As bobagens autoritárias de Gilberto Carvalho e a resposta de FHC: quase chega ao ponto!;
— Entrevista de FHC é mais um sintoma de que o PSDB está perdido e de que pode não ser mais alternativa de poder;
— Mandato de deputados condenados já está cassado, sim! E decisão cabe ao STF, não à Câmara

Publicidade