Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LEIAM ABAIXO

— O perigo Maia, neste 21 de dezembro, não era o calendário, mas o Marco… Ou: O fator Joaquim; — Atenção, coleguinhas! Cumpre não esquentar a notícia quando ela não é assim tão quente…; — Calendário Maia não tem “autoridade moral” para atingir Lula, avisa Sarney; — Se é para haver cotas, que Dilma e […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 07h10 - Publicado em 21 dez 2012, 07h37

O perigo Maia, neste 21 de dezembro, não era o calendário, mas o Marco… Ou: O fator Joaquim;
Atenção, coleguinhas! Cumpre não esquentar a notícia quando ela não é assim tão quente…;
Calendário Maia não tem “autoridade moral” para atingir Lula, avisa Sarney;
Se é para haver cotas, que Dilma e Mercadante copiem o modelo do governo Alckmin;
O mundo começou a acabar na China…;
Entre o sino que geme e o mundo que não se acaba;
SP lança programa de cotas para USP, Unesp e Unicamp com modelo próprio;
O ÚLTIMO DEBATE DO ANO – Por um país em que todos sejam iguais perante a lei;
Câmara não pode dar “asilo” a mensaleiros, diz Barbosa;
Petrobras – Deputado Mendonça Filho cobra explicações sobre compra absurda de refinaria nos EUA e prejuízo de mais de US$ 1 bilhão;
Não caia na provocação, ministro Joaquim Barbosa! Há outras formas legais de coibir o ataque organizado à Justiça!;
“Roubar pelo povo”, um texto exemplar de Carlos Alberto Sardenberg;
Governo pode arrecadar R$ 11,4 bilhões com privatização de Galeão e Confins;
— Lula e os “vagabundos” com ar-condicionado. Ou: Por que Lula é o mais solitário dos homens;
— Barbosa, as leis, o pedido de prisão e o achincalhe permanente da Justiça;
— O inimputável;
— O STF faz história

Publicidade