Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LEIAM ABAIXO

— Aécio crava na testa de Dilma a “Futebras”, e a soberana logo muda de assunto, tentando jogar a batata quente no colo de Aldo Rebelo. Ou: Crônica esportiva brasileira, com raras exceções, é tão velha, decadente e viciada como a CBF; — Aécio diz que Brasil não precisa de “Futebras”. E não precisa mesmo!; […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 03h30 - Publicado em 12 jul 2014, 06h57

Aécio crava na testa de Dilma a “Futebras”, e a soberana logo muda de assunto, tentando jogar a batata quente no colo de Aldo Rebelo. Ou: Crônica esportiva brasileira, com raras exceções, é tão velha, decadente e viciada como a CBF;
Aécio diz que Brasil não precisa de “Futebras”. E não precisa mesmo!;
Juiz cassa liminar que impedia PT de disputar eleições em SP, mas decide que Luiz Moura pode se candidatar e que só Justiça Eleitoral pode lhe tirar esse direito;
Site da Nike permitia camisetas personalizadas hostis às oposições, mas não a Dilma e ao PT. Empresa, até agora, não deu explicação convincente;
Protestos marcados para final da Copa acendem alerta no Planalto;
— Uma questão que vai à Justiça: um sindicato tem o direito de cassar direitos fundamentais do cidadão comum?;
— Seleção: ainda “um técnico estrangeiro”. Ou: Tite com dois anos de atraso!;
— Minha coluna na Folha: “Dilma simula pênalti: Schwalbe!”;
— Dilma consegue o inédito: a possibilidade de reeleição é que é vista como risco de instabilidade;
— TEMPO NA TV – Distribuição rebaixa a política. Ou: Negociatas com bens públicos;
— Neymar era um menino até terça. Concedeu uma entrevista de adulto;
— Dilma agora quer estatizar o futebol! Sai pra lá!;
— Uma reportagem no site da revista “Imprensa’: “Não sou enfezado. O rádio mostra isso”, diz Reinaldo Azevedo sobre “Os Pingo nos Is”;
— Até posso achar que o lugar de Arruda é a Papuda, mas entendo que a Lei da Ficha Limpa vai ter de esperar para ser aplicada, e ele segue candidato

Publicidade