Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LEIAM ABAIXO

— A exumação de Jango: em vez de pensar em 2064, país se volta para 1964. Vamos aplaudir um século de atraso!; — Kassab anuncia na 4ª apoio do PSD à candidatura Dilma; Haddad vai ter de se virar de outro jeito…; — Senado faz besteira e aprova em primeira votação fim de qualquer voto […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 04h59 - Publicado em 14 nov 2013, 07h27

A exumação de Jango: em vez de pensar em 2064, país se volta para 1964. Vamos aplaudir um século de atraso!;
Kassab anuncia na 4ª apoio do PSD à candidatura Dilma; Haddad vai ter de se virar de outro jeito…;
Senado faz besteira e aprova em primeira votação fim de qualquer voto secreto no Congresso;
Justiça derruba liminar e mantém aumento do IPTU;
Lula promete dizer o que pensa sobre o mensalão. Esperamos: ele certamente sabe tudo a respeito;
Por unanimidade, STF decidiu a execução imediata da pena para as condenações contra as quais não há embargo;
Apesar da confusão, registre-se: tribunal votou pela prisão de Dirceu, Delúbio e companhia; apesar de tudo, faz-se mais Justiça…;
Gilmar Mendes acaba de pôr o dedo na ferida;
Adivinhem qual foi o voto de Lewandowski. Celso de Mello vai decidir de novo;
Sinto vergonha — a alheia…;
Cármen Lúcia vota com Teori e Rosa;
Dias Toffoli acompanha voto de Barbosa;
Teori Zavascki e seus raciocínios obscuros sob o pretexto de apego à lei;
Investigado, Donato pede licença da Câmara Municipal;
Barroso vota a favor da prisão imediata de todos os réus;
Agora o STF vai decidir sobre a prisão imediata ou não dos réus;
Nove a dois em favor do devido processo legal!;
Uma estranha dobradinha Janot-Lewandowski;
Barbosa vota pela prisão de todos os condenados, mesmo dos que têm direito a embargos infringentes;
Supremo começa a debater a prisão dos condenados;
O petista Henrique Pizzolato tem, na prática, a prisão decretada;
Lewandowski discorda de Joaquim Barbosa até quando concorda!!!;
Na matemática de Ricardo Lewandowski, 4 é um número maior do que 7. Foi a sua opinião mais exótica desde o início do julgamento;
Vereador Aurélio Miguel recebeu dinheiro, diz auditor;
A estranha nova invasão do Instituto Royal;
Outro fiscal faz acordo de delação premiada e confessa que pagava R$ 20 mil por mês ao petista Donato, homem forte de Haddad até esta terça;
O entusiasmo do ministro Padilha com Donato, o secretário defenestrado por causa da proximidade com fiscais da máfia;
Honduras – Apoio de Lula à mulher de Zelaya, o maluco golpista, pega mal e pode prejudicar a candidata dos bolivarianos. Tomara!

Publicidade