Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LEIAM ABAIXO

— A imprensa brasileira, com medo da regulação e assediada por patrulhas internas e externas, está se tornando uma agente da ditadura do falso consenso: emburrece o debate, sataniza a divergência e lincha pessoas por delito de opinião. Ou: Beijo na boca não pode ser a outra forma do escarro; — Julgamento no Pará: o […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 06h32 - Publicado em 5 abr 2013, 08h31

A imprensa brasileira, com medo da regulação e assediada por patrulhas internas e externas, está se tornando uma agente da ditadura do falso consenso: emburrece o debate, sataniza a divergência e lincha pessoas por delito de opinião. Ou: Beijo na boca não pode ser a outra forma do escarro;
Julgamento no Pará: o absolvido, os condenados e os autoritários disfarçados de anjos vingadores. Ou: A grande mentira;
Alves, agora um homem bom, resolve pressionar Feliciano, e quem paga o pato são os brasileiros ilegalmente presos na Bolívia;
“Essa velha é pior que o vesgo”, diz Mujica sobre Cristina Kirchner e Néstor;
Imprensa – A mistura nefasta de patrulha e ignorância;
Julgamento no Pará: você tem o direito de saber o que a imprensa militante está escondendo. Ou: Cadáveres com e sem pedigree. Ou ainda: A inefável Maria do Rosário;
Estou de volta;
Ministro admite que corintianos presos ilegalmente na Bolívia correm o risco de morrer; o silêncio do governo petista é escandaloso! Cadê o Lula para falar com o seu “querido Evo”?;
— Gays estão sendo usados como massa de manobra para projeto que busca solapar a democracia representativa; esta é apenas uma etapa da “luta”; no fim do túnel, está o “controle da mídia”. Então vamos ver;
— Quem manda – Empreiteiras levam reclamação a Lula, e Dilma muda taxa de lucro para grandes obras;
— Ineficiência com método – Dilma prepara a sua quinta estatal, a “Hidrobrás”, para portos e hidrovias;
— Congresso ignora apelo de Barbosa e aprova criação de quatro novos TRFs;
— Daniela Mercury tem “esposa” e também criticou Feliciano. Então tá!

 

Publicidade