Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Jaqueline Roriz, que tem professor em casa, demonstra ter sido boa aluna também do PT

Era batata! O PT também significa um importante instrumento histórico da deseducação política. Leiam isto: “Durante a campanha eleitoral de 2006, estive algumas vezes no escritório do senhor Durval Barbosa, a pedido dele, para receber recursos financeiros para a campanha distrital, que não foram devidamente contabilizados na prestação de contas da campanha”. É trecho da […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 20 Feb 2017, 17h21 - Publicado em 14 Mar 2011, 19h15

Era batata!

O PT também significa um importante instrumento histórico da deseducação política. Leiam isto:

“Durante a campanha eleitoral de 2006, estive algumas vezes no escritório do senhor Durval Barbosa, a pedido dele, para receber recursos financeiros para a campanha distrital, que não foram devidamente contabilizados na prestação de contas da campanha”.

É trecho da nota divulgada pela  deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) para justificar a dinheirama que recebia do notório Durval Barbosa. Ele diz ter outras fitas. Pouco importa se havia campanha ou não. Para a desculpa da moça, serve. Por quê?

Continua após a publicidade

Ora, “companheiros”, ela não está fazendo nada mais, nada menos do que fez Delúbio Soares, não é mesmo? É que, no caso dos petistas, faltaram as fitas que tão bem ilustram a situação. Mas notem que até o vocabulário é o mesmo. Delúbio chamava a grana do mensalão do PT de “recursos não-contabilizados de campanha”, e Jaqueline, de “recursos financeiros para a campanha distrital”.

Esta senhora, para o bem da política e do Distrito Federal, tende a ser esmagada pelos fatos. Seus colegas do PT deram mais sorte. José Genoino é assessor especial do Ministério da Defesa. João Paulo Cunha é presidente da CCJ da Câmara. E José Dirceu é uma bem-sucedido consultor de empresas privadas e continua chefão do PT. E Lula, bem, Lula é professor de Deus mundo afora.

Publicidade