Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Indecoroso até o fim – Líderes da agressão a Serra são convidados especiais de Lula!!!

Leiam o que informa a Folha. Volto em seguida: No Palácio do Planalto, sindicalistas acusados de comandar agressão contra José Serra (PSDB) durante a campanha participaram, com ministros e ex-ministros, de evento em que o presidente Lula fez balanço da gestão. José Ribamar Lima e Sandro Cezar, conhecido como “Sandro Mata-Mosquito”, participaram da solenidade como […]

Leiam o que informa a Folha. Volto em seguida:

No Palácio do Planalto, sindicalistas acusados de comandar agressão contra José Serra (PSDB) durante a campanha participaram, com ministros e ex-ministros, de evento em que o presidente Lula fez balanço da gestão. José Ribamar Lima e Sandro Cezar, conhecido como “Sandro Mata-Mosquito”, participaram da solenidade como convidados, “representantes dos movimentos sociais”, nas palavras deles. Os dois ganharam notoriedade no segundo turno da eleição. Ligados ao PT, foram apontados pelo PSDB como organizadores de um protesto contra o presidenciável, ato que acabou em tumulto e pancadaria no Rio.

À Folha ambos negaram qualquer atitude hostil contra o então rival da presidente eleita, Dilma Rousseff. “Nos pegaram porque somos peões. Na realidade, não houve agressão nenhuma. Se ocorreu, não fomos nós”, disse “Mata-Mosquito”. Na confusão, Serra foi atingido por um objeto. Para petistas, era uma bolinha de papel. Para tucanos, bobina de adesivos de campanha. Principal responsável pela ida da disputa presidencial ao segundo turno, a senadora Marina Silva (PV-AC) estava na reunião. Ela fez questão de dar um abraço no presidente ao final do evento. (…)

Comento
Em primeiro lugar, eles não são “acusados” de comandar a manifestação. Eles a comandaram. As fotos abaixo deixam isso muito claro. Este senhor de camisa laranja é José Ribamar; o de camisa branca, Sandro Mata-Mosquito. Vocês os vêem liderando a bagunça e posando ao lado de seu grande chefe.

mata-mosquitoUma coisa que me intrigou foi o texto da Folha, que joga no lixo do “achismo” o seu próprio furo. Foi um repórter do jornal que gravou, em celular, a imagem em que fica claro que Serra foi atingido por outro objeto, que não uma bolinha de papel.

Quem escreveu o texto que vai acima, fiel, creio, à tese de que se deve sempre prestar atenção ao “outro lado”, chama de “versão tucana” o que é fato e de “versão petista” o que é mentira. E ambas se igualam, de sorte que não há mais diferença entre uma coisa e outra.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s