Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

História secreta do concretismo

E me ocorre uma iluminação: cheguei, sem querer, à essência do Concretismo, à verdadeira inspiração da trinca que revolucionou o verso. Tudo o que ainda hoje se ensina no Complexo Pucusp e que, volta e meia, rende suplemento em jornais sobre a poesia concreta está concentrada no que se vê ao lado: é a cartilha […]

E me ocorre uma iluminação: cheguei, sem querer, à essência do Concretismo, à verdadeira inspiração da trinca que revolucionou o verso. Tudo o que ainda hoje se ensina no Complexo Pucusp e que, volta e meia, rende suplemento em jornais sobre a poesia concreta está concentrada no que se vê ao lado: é a cartilha Caminho Suave. Onde mais o “signo” está tão enlaçado à “coisa”? De que outra maneira se evidenciaria com mais propriedade a intimidade entre o “significante” e a coisa designada? Vai aí, Ruy Goiaba:

Signo
de signo
DeSigno
(Des)signo
Designas-dessignas

Signal dessignado
Fala, Mano Décio:

“Babá lava o bebê.
Eu vejo a barriga do bebê”
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s