Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Haddad passa dos limites e faz exploração descarada do câncer de Lula

Fernando Haddad, pré-candidato do PT à Prefeitura, passou de todos os limites aceitáveis no jogo político. Não tendo como justificar sua candidatura nem diante da militância petista, dependente da vontade de Lula e só, decidiu explorar a doença do ex-presidente. É asqueroso. Leiam o que informa Daiane Cardoso, da Agência Estado. Volto em seguida. Em […]

Fernando Haddad, pré-candidato do PT à Prefeitura, passou de todos os limites aceitáveis no jogo político. Não tendo como justificar sua candidatura nem diante da militância petista, dependente da vontade de Lula e só, decidiu explorar a doença do ex-presidente. É asqueroso. Leiam o que informa Daiane Cardoso, da Agência Estado. Volto em seguida.

Em encontro com militantes do PT no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo, o pré-candidato do partido à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, insinuou que a recuperação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva incomoda os adversários. “Ele está muito bem, para o desespero de alguns, mas para a alegria de todos nós”, disse, referindo-se a seu último encontro com Lula na sexta-feira passada (23).

Além de criticar a atual gestão por não fazer parcerias com o governo federal, Haddad disse que esta eleição será uma oportunidade para a alternância de poder na maior cidade do País. “A alternância deve acontecer quando um governo é mal avaliado. O que temos de fazer em São Paulo é substituir a atual administração”, pregou.

Haddad disse aos militantes que, no encontro com Lula, o ex-presidente ressaltou que a candidatura do petista vai crescer nos próximos meses. Durante seu discurso, ele defendeu o governo Dilma Rousseff e criticou a gestão municipal por não aceitar os recursos provenientes dos programas federais. “Esses direitos estão sendo sonegados (da população)”, afirmou.

Haddad passou o dia no extremo leste da capital e fez questão de incluir na agenda um encontro com 11 padres numa casa paroquial do Itaim Paulista. Segundo o próprio pré-candidato, o assunto foi a atuação comunitária dos religiosos na região. Os temas mais polêmicos, como aborto e kit anti-homofobia, ficaram fora da pauta. “Estamos fazendo esses encontros desde o começo (da pré-campanha).”

Prévia tucana
Embora o pré-candidato tenha evitado comentar o resultado das prévias do PSDB, o vereador Chico Macena, um dos responsáveis pela comunicação da pré-campanha petista, não se eximiu de fazer comentários. “Ficou claro que quase metade (da militância tucana) não vê Serra como uma boa alternativa para o PSDB”, disse.

Retomo
Voltarei a este assunto mais tarde. Noto que três candidatos do PSDB disputaram a prévia, e Serra ficou com 52,1% dos votos. Desafia-se aqui Fernando Haddad a fazer uma disputa com Marta Suplicy. Vamos ver o resultado. Aliás, se disputar sozinho, corre o risco de perder para os brancos e nulos. É claro que ainda vai crescer porque Lula, de fato, se encarregará de carregá-lo nos ombros.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s