Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Fux também acompanha o relator

De Fabiano Costa, Mariana Oliveira e Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux votou nesta quinta-feira (4), durante julgamento do processo do mensalão, pela condenação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, do ex-presidente do PT José Genoino e do ex-tesoureiro petista Delúbio Soares por corrupção ativa […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 07h42 - Publicado em 4 out 2012, 20h44

De Fabiano Costa, Mariana Oliveira e Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux votou nesta quinta-feira (4), durante julgamento do processo do mensalão, pela condenação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, do ex-presidente do PT José Genoino e do ex-tesoureiro petista Delúbio Soares por corrupção ativa (oferecer vantagem indevida)

A antiga cúpula do PT foi acusada de oferecer dinheiro a políticos com o objetivo de ampliar a base de sustentação do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Fux disse que o oferecimento de dinheiro já demonstra que houve a compra de apoio político. “É impossível dissociar o apoio político do financeiro. Evidentemente que esse apoio financeiro veio de um apoio político.”

O ministro também condenou por corrupção ativa Marcos Valério, acusado de ser o operador do suposto esquema de compra de votos no Congresso Nacional, os ex-sócios dele Cristiano Paz e Ramon Hollerbach, além do advogado das agências de publicidade Rogério Tolentino e a ex-diretora das empresas Simone Vasconcelos.

Luiz Fux acompanhou todos os três que votaram anteriormente – o relator Joaquim Barbosa, o revisor Ricardo Lewandowski e Rosa Weber – na absolvição do ex-ministro dos Transportes Anderson Adauto, acusado de negociar a compra do apoio de parlamentares do PTB.

Continua após a publicidade

Publicidade