Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Frase do nosso blog encerra convocatória da oposição em favor do protesto do dia 13 de março

Agora é pra valer e é oficial. Os partidos de oposição se engajam no protesto e convocam seus militantes a sair às ruas

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 23h28 - Publicado em 23 fev 2016, 22h26

PSDB, PPS, DEM, PV e Solidariedade assinaram uma nota em favor das manifestações do dia 13 de março em defesa do impeachment, organizadas pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelo Vem Pra Rua (VPR). Todos passam a integrar o Comitê Pró-Impeachment.

Agora é pra valer e é oficial. Os partidos de oposição se engajam no protesto e convocam seus militantes a sair às ruas. Leiam a nota:

Os partidos de oposição representados no Congresso Nacional, constatando o contínuo agravamento da crise política, econômica, social e moral que vem devastando o país, manifestam seu integral apoio às manifestações organizadas e lideradas por movimentos da sociedade civil, programadas para o próximo dia 13.
Convocamos os nossos militantes e simpatizantes e conclamamos brasileiros e brasileiras em todos os estados e municípios para estarem na rua defendendo o Brasil e a democracia.
Ou você vai, ou ela fica!

Autoria
Estou particularmente contente com o convocação porque a frase que a encerra é de minha autoria. Foi publicada desta segunda.

título impeachment

Registre-se que recebi um telefonema de lideranças da oposição me perguntando se eu via algum inconveniente em que a frase fosse transcrita na convocatória. Fiquei grato pelo cuidado, mas é claro que não vejo inconveniente nenhum!

Continua após a publicidade

Criei, por exemplo, a palavra “petralha”, que já foi parar em dicionário. Como é obra minha, sei o seu conteúdo. Eu a vejo, muitas vezes, empregada por aí com sentido deturpado, como aconteceu na sexta, no seminário de que participei, promovido pela Folha. Sempre corrijo quando isso acontece.

No caso de agora, não há deformação nenhuma. A frase do meu post está absolutamente adequada ao contexto. Eu quis dizer rigorosamente o que vai na nota dos partidos de oposição: “Ou você vai ao protesto, ou Dilma fica no poder”.

Eu não posso garantir que a pressão popular vá fazer o Congresso cumprir a lei e aprovar o impeachment de Dilma, mas eu posso garantir que ela vai ficar onde está se você ficar escondido debaixo da cama.

Um novo tempo, reitero, não bate à porta. Por mais tautológico que pareça e que seja mesmo, as mudanças políticas, sociais e econômicas só ocorrem se alguém se dispõe a mudar.

Gosto de ver lá a minha frase. Não deixo de ficar um pouco mais perto daqueles que, não tenho dúvida, estão fazendo história.

Considero um reconhecimento ao meu trabalho de jornalista, não de militante político — porque isso, como é sabido, já não sou há mais de 30 anos.

É isto mesmo: ou você vai, ou ela fica!

Continua após a publicidade

Publicidade