Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Flagrantes do noticiário sobre a Bahia

Leiam o que segue. Comento no próximo post: Do jornal “A Tarde”, da Bahia: “Os rodoviários pararam o transporte público de Feira de Santana nesta sexta por conta da onda de insegurança que assust6a a população da cidade desde esta quinta (2) às 13 horas. O comércio do município também amanheceu fechado. As poucas lojas […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 09h36 - Publicado em 3 fev 2012, 17h26

Leiam o que segue. Comento no próximo post:

Do jornal “A Tarde”, da Bahia:
“Os rodoviários pararam o transporte público de Feira de Santana nesta sexta por conta da onda de insegurança que assust6a a população da cidade desde esta quinta (2) às 13 horas. O comércio do município também amanheceu fechado. As poucas lojas que estão funcionando mantêm apenas uma porta aberta. A população evita sair de casa e as ruas estão desertas nesta sexta. Cerca de 50 policiais da Companhia de Ações Especiais do Litoral (Cael) reforçam o policiamento nas ruas. Um policial do Comando de Policiamento Regional Leste afirmou que a PM cogita a possibilidade de convocar homens do Exército para ajudar a manter a segurança na cidade.

Do jornal “A Tarde”, da Bahia:
“O comércio de Itabuna está parcialmente fechado nesta sexta-feira (3). Algumas lojas abriram a partir de 9 horas, mas mantêm apenas uma porta aberta. As ruas estão com pouco movimento nesta manhã. Apreensivos, comerciantes e representantes da CDL e Prefeitura, além do major Marcos Lemos, comandante do 15º Batalhão da PM, se reuniram para discutir a segurança na cidade. O comandante disse que os policiais estão trabalhando nos postos, mas que não há viaturas. Policiais grevistas estão impedindo a saída de viaturas do Batalhão. Representantes da CDL recomendaram os comerciantes a abrirem as lojas, mas atentos a possíveis ataques na cidade. Três eventos, que aconteceriam neste fim de semana, foram cancelados pela Prefeitura em decorrência da insegurança. São eles: a tradicional Lavagem do Beco do Fuxico e os shows de Harmonia do Samba e Parangolé.”

Na Folha Online:
“Com a greve da Polícia Militar, Salvador viveu uma madrugada de forte crescimento no número de assassinatos e de ataques ao comércio, nesta sexta-feira. O governador Jaques Wagner (PT) fará um pronunciamento, às 20h de hoje, em emissoras de rádio e TV.  Entre a 1h e as 6h45, 17 pessoas foram assassinadas, de acordo com a estatística divulgada pela Secretaria de Segurança Pública. No mesmo dia da semana passada, houve 13 homicídios ao longo de 24 horas. Ontem à noite, o músico da banda afro Olodum Denilton Souza Cerqueira, 34, voltava para casa em sua moto quando foi baleado por dois assaltantes no bairro da Mata Escura, onde vivia. O músico foi levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Ao menos cinco lojas tiveram os estoques saqueados no bairro da Liberdade, de acordo com relatos de comerciantes e moradores a rádios e televisão. A Polícia Civil diz que os donos das lojas ainda não haviam registrado as ocorrências até as 12h de hoje. Em um deles, bandidos usaram um carro para invadir uma joalheria e roubar joias em menos de um minuto. Oito pessoas participaram da ação, quebraram os balcões e limparam o mostruário. O roubo durou menos de 40 segundos, conforme o registro das câmeras de segurança exibido nos telejornais da Bahia.”

Do jornal “A Tribuna da Bahia”:
Policiais Civis não vão aderir à greve parcial da Polícia Militar. Eles garantiram em assembleia, realizada na manhã desta sexta-feira (3), que, pelo menos até março, fica descartada a possibilidade de paralisação. Carlos Lima, representante do Sindicato dos Policias Civis da Bahia (Sindpoc), a categoria se mostrou solidária à Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), que iniciou o movimento de paralisação dos policiais, mas não concordou com a paralisação conjunta neste momento. Uma das pautas que serão encaminhadas ao governo do Estado em março será o aumento do piso salarial da categoria para 10 salários mínimos.  

Do jornal “A Tribuna da Bahia”:
O governador Jaques Wagner fala nesta sexta-feira (3), às 20h, em cadeia regional de rádio e TV, sobre a situação da segurança pública no estado. Em seu pronunciamento, o governador reafirmará, com veemência, que o governo da Bahia está adotando todas as providências no sentido de assegurar o pleno estado de direito democrático, a segurança e a tranquilidade da população. O governador coordena, ao longo de todo o dia de hoje, as ações que vêm sendo tomadas pela Secretaria de Segurança Pública para por fim ao movimento de parcela da Polícia Militar.

Continua após a publicidade
Publicidade