Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Entre os morros de Minas

O site Consultor Jurídico publica a íntegra do relatório da Polícia Federal com a denúncia do chamado “mensalão mineiro”, aquele mesmo que tem servido de pretexto para que os petralhas repitam como um mantra: “Tudo começou em Minas, com o PSDB”. É mesmo, é? A íntegra do documento está aqui. Demora para abrir. Mais de […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 20h24 - Publicado em 16 set 2007, 22h15
O site Consultor Jurídico publica a íntegra do relatório da Polícia Federal com a denúncia do chamado “mensalão mineiro”, aquele mesmo que tem servido de pretexto para que os petralhas repitam como um mantra: “Tudo começou em Minas, com o PSDB”. É mesmo, é?

A íntegra do documento está aqui. Demora para abrir. Mais de 170 páginas. Estou lendo e destrincho pra vocês de madrugada. Alguns espertinhos tentaram fazer a coisa explodir no quintal de Aécio Neves. Mas ele estoura mesmo é no colo de Walfrido dos Mares Guia, ministro das Relações Institucionais de Lula. E, de fato, atinge gravemente o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG). Como disse frei William, em O Nome da Rosa (de Umberto Eco) para o noviço Adso sobre uma mocinha que prestava “serviços” aos religiosos no convento, presa pelo Santo Ofício: “Esquece. É carne queimada”. É isto: Azeredo é carne queimada.

Recomendo que o governador Aécio Neves e os demais tucanos façam, ainda que tarde, o que já deveriam ter feito há muito tempo: livrar-se da carga. Se houver disposição, comecem a ler o documento. Falarei sobre ele mais tarde.

Em tempo: não consegui abri-lo pelo Explorer. Só pelo Mozilla Firefox. Aliás, depois que o Estadão On Line fez a sua reforma, é muito mais fácil navegar no site com este segundo programa.

Publicidade