Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Em nota, Cunha chama acusação de mentirosa e critica Janot

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, divulgou uma nota sobre a acusação feita pelo empresário Júlio Camargo. Diz que o depoente está mentindo e atribui a mudança de versão de Camargo — que já havia negado a participação do deputado — a ameaças que teria sido feitas por Rodrigo Janot, procurador-geral da República. […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 31 jul 2020, 00h55 - Publicado em 16 jul 2015, 20h55

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, divulgou uma nota sobre a acusação feita pelo empresário Júlio Camargo. Diz que o depoente está mentindo e atribui a mudança de versão de Camargo — que já havia negado a participação do deputado — a ameaças que teria sido feitas por Rodrigo Janot, procurador-geral da República. Leiam a íntegra.

*
Com relação à suposta nova versão atribuída ao delator Júlio Camargo, tenho a esclarecer o que se segue:

1- O delator já fez vários depoimentos, onde não havia confirmado qualquer fato referente a mim, sendo certo ao menos quatro depoimentos.

2- Após ameaças publicadas em órgãos da imprensa, atribuídas ao Procurador-Geral da República, de anular a sua delação caso não mudasse a versão sobre mim, meus advogados protocolaram petição no STF alertando sobre isso.

3- Desminto com veemência as mentiras do delator e o desafio a prová-las.

Continua após a publicidade

4- É muito estranho, às vésperas da eleição do Procurador Geral da República e às vésperas de pronunciamento meu em rede nacional, que as ameaças ao delator tenham conseguido o efeito desejado pelo Procurador Geral da República, ou seja, obrigar o delator a mentir. 

Publicidade