Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Dilma Rousseff ataca delação de Delcídio do Amaral: “leviana e mentirosa”

Delação baseou o pedido de abertura de inquérito junto no STF feito ontem pela Procuradoria-Geral da República

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 30 jul 2020, 22h50 - Publicado em 4 Maio 2016, 14h01

Hoje pela manhã, a presidente Dilma Rousseff fez um breve pronunciamento a jornalistas no Palácio do Planalto e falou duramente contra as denúncias do senador ex-petista Delcídio do Amaral que geraram pedido de abertura de inquérito encaminhado ontem pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, baseado na delação do senador, que envolve a presidente, o ex-presidente Lula e o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo.

Sem responder a nenhuma pergunta, a presidente afirmou: “As denúncias feitas pelo senador Delcídio do Amaral são absolutamente levianas e sobretudo mentirosas”. Disse também: “O senador Delcídio tem a prática de mentir e isso ficou claro ao longo de toda essa questão relativa a sua prisão a partir das gravações. Tenho certeza que a abertura do inquérito vai demonstrar apenas que o senador, mais uma vez, faltou com a verdade. Ele acusava na primeira gravação ministros do Supremo. Depois retirou a acusação. Agora acusa a mim. Tenho consciência das mentiras do senador Delcídio do Amaral e acho que a credibilidade do senador é bastante precária. Acredito que é necessário investigar da onde surgem essas afirmações do senador e comprovar”.

Quando foi preso, em novembro de 2015, Delcídio do Amaral era o líder do governo no Senado e foi acusado de tentativa de obstrução da Justiça ao ser flagrado em gravações discutindo a fuga do país de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, indiciado na Lava Jato.

Publicidade