Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Dilma anuncia Afif, do partido de Kassab, para comandar a Secretaria da Micro e Pequena Empresa

Por Felipe Frazão e Gabriel Castro. Na madrugada, comento o fato à luz da geleia geral brasileira. A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta segunda-feira a escolha do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), para comandar a nova Secretaria de Micro e Pequena Empresa, que tem status de ministério. A posse está marcada para […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 17 fev 2017, 14h22 - Publicado em 6 maio 2013, 22h08

Por Felipe Frazão e Gabriel Castro. Na madrugada, comento o fato à luz da geleia geral brasileira.
A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta segunda-feira a escolha do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), para comandar a nova Secretaria de Micro e Pequena Empresa, que tem status de ministério. A posse está marcada para as 10h de quinta-feira. A nomeação de Afif para o ministério é parte da articulação de Dilma para atrair o apoio – na prática, os minutos de propaganda política na televisão – do PSD para sua campanha à reeleição no ano que vem. A bancada do PSD é a quarta maior da Câmara, com 48 deputados. No Congresso, os integrantes das bancadas do partido têm votado com o governo.

Nesta segunda, a presidente havia elogiado publicamente Afif durante a cerimônia de posse Rogério Amato, reeleito presidente da Associação Comercial do Estado de São Paulo. “Queria aproveitar essa cerimônia para homenagear um brasileiro que colocou na pauta do país, na nossa pauta, o apoio às pequenas e microempresas, fazendo com que reconhecêssemos que esta é uma questão estratégica”, disse.

Após aceitar o convite da presidente, Afif conversou com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) sobre sua decisão. Ele afirmou que não pretende renunciar ao cargo, mas se comprometeu a não assumir o Palácio dos Bandeirantes quando Alckmin precisar viajar ao exterior – nesse caso, ele também terá de deixar o país. Na ausência do governador e do vice, o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Samuel Moreira (PSDB), chefiará o governo.

“Quero agradecer o governador Geraldo Alckmin pela compreensão com minha nova incumbência e pela missão que muito me honrou, que foi presidir o Conselho Gestor das Parcerias Público-Privadas. Nesta nova jornada tenho certeza de que faremos um grande trabalho de cooperação entre governo de São Paulo e governo federal, pois em nosso estado está o maior contingente das micro e pequenas empresas de todo o Brasil”, afirmou Afif, em nota divulgada na noite desta segunda.

39ª pasta
Com a nomeação de Afif, a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, criada em março, passa a funcionar de fato – é o 39º ministério do governo. Em nota, o Palácio do Planalto afirmou que Afif “tem tido papel relevante em todos os processos que, nos últimos anos, resultaram no estímulo e na valorização das micro e pequenas empresas no país”. A pasta representará gasto anual de 7,9 milhões de reais e terá mais de 60 cargos.

Afif, de 69 anos, foi presidente da Associação Comercial de São Paulo e candidatou-se à Presidência da República em 1989 pelo PL (hoje PR). Na década de 1980, foi secretário da Agricultura de Paulo Maluf no governo paulista. Em 2006, disputou a eleição para o Senado pelo oposicionista DEM, mas acabou derrotado por uma pequena margem de votos por Eduardo Suplicy (PT). Em 2010, pelo mesmo partido, foi eleito vice-governador de São Paulo na chapa do tucano Geraldo Alckmin. No ano seguinte, migrou para o PSD de Gilberto Kassab.

Publicidade