Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Desertores tentam organizar tropas para derrubar Assad na Síria

No Estadão: Um grupo de militares sírios desertores, que se autodenominou Exército da Síria Livre, está emergindo como o primeiro desafio armado ao regime autoritário do presidente Bashar Assad, após sete meses de protestos em grande parte pacíficos. O líder do grupo, o ex-coronel da Força Aérea Síria, Riad Asaad, que recentemente fugiu para a […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 10h33 - Publicado em 6 out 2011, 06h29

No Estadão:
Um grupo de militares sírios desertores, que se autodenominou Exército da Síria Livre, está emergindo como o primeiro desafio armado ao regime autoritário do presidente Bashar Assad, após sete meses de protestos em grande parte pacíficos.

O líder do grupo, o ex-coronel da Força Aérea Síria, Riad Asaad, que recentemente fugiu para a Turquia, afirma que agora possui mais de 10 mil homens e pediu aos soldados sírios que desertem e lhe ajudem a derrubar o regime “assassino”.

Embora analistas políticos digam que os números descritos por Asaad possam ser inflados, ele está confiante que mais soldados irão aderir ao exército insurgente. “Em breve eles vão descobrir que a revolta armada é a única maneira de quebrar o regime sírio”, disse em entrevista por telefone a partir da Turquia. “Eu peço a todos nas Forças Armadas que se juntem a mim para libertarmos o nosso país. É a única maneira de nos livrarmos desse regime assassino”.

Asaad afirma que grande parte das deserções até agora foram de soldados muçulmanos sunitas e de baixa patente, mas que ele espera que oficiais de outros grupos religiosos desertem em breve. Deserções de soldados têm ocorrido desde o começo dos protestos em meados de março, mas aumentaram nas últimas duas semanas. Aqui

Continua após a publicidade
Publicidade