Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desde que Ministério da Piaba foi criado, déficit no setor pesqueiro cresceu 3,4 vezes!

Claro, claro, eles vão tentar fazer uma leitura virtuosa do que vai abaixo. Leiam o que vai na própria página do IBGE: Saldo da balança comercial pesqueira em 2010 é dez vezes menor que em 2006 De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o saldo da balança comercial pesqueira, que […]

Claro, claro, eles vão tentar fazer uma leitura virtuosa do que vai abaixo. Leiam o que vai na própria página do IBGE:

Saldo da balança comercial pesqueira em 2010 é dez vezes menor que em 2006
De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o saldo da balança comercial pesqueira, que abrange peixes, crustáceos, moluscos e outros invertebrados aquáticos, tem se tornado cada vez mais negativo. No ano 2000, as exportações do setor representaram US$ 227,5 milhões, enquanto as importações somaram US$ 274,1 milhões, resultando em um saldo comercial negativo de US$ 46,6 milhões. O saldo viria a se tornar positivo entre os anos 2001 e 2005, mas a situação voltou a se inverter em 2006, quando o saldo ficou negativo em US$ 75,2 milhões. Essa diferença foi aumentando com o passar dos anos até se tornar dez vezes maior em 2010 (- US$ 757,2 milhões), quando as exportações somaram US$ 199,4 milhões e as importações totalizaram US$ 956,5 milhões.

Vejam tabela e gráfico. Volto em seguida.

pesca-grafico-um

pesca-grafico-dois1

Voltei
Viram? Quando o ministério foi criado, o superávit no setor era de US$ 222.804.451. No ano seguinte, já havia baixado para US$ 175.330.847. Caiu para US$ 103.576.102… Em 2006, começou o déficit, que foi crescendo, até chegar a US$ 757.169.796…

Isso é que é eficiência, não? O governo do PT criou o Ministério da Pesca, e a gente assistiu a um desastre no setor no que diz respeito à balança comercial. “Mais gente começou a comer peixe, Reinaldo”. Entendo! Ainda bem que não se deu o mesmo com os outros setores que produzem alimentos, né?, ou o Brasil, em vez de acumular reservas, estaria de pires na mão.

E a produção?
Escreve o IBGE:
“Segundo o Ministério da Pesca e Aquicultura, a produção nacional da pesca extrativa marinha foi de 484,6 mil toneladas em 2003, subindo gradativamente a cada ano até atingir 585,7 mil toneladas em 2009. Já a produção da aquicultura marinha (cultivo de organismos marinhos) caiu de 101,6 mil toneladas em 2003 para 78,3 mil toneladas em 2009″.

Pergunta-se: Ministério da Pesca para quê? Para produzir uma tragédia setorial? Quando menos, pode-se dizer que ele foi inócuo. Se duvidar, foi contraproducente. Até agora, a única coisa que essa pasta produziu foi escândalo: o pagamento indevido do tal “defeso” para apaniguados de políticos que, a exemplo de Luiz Sérgio, o ministro da Pesca, não sabem a diferença entre uma piaba e uma tilápia.

É uma piada! Dilma quer cortar ministérios? Eis um bom lugar para começar.

PS – Não posso deixar de lembrar. Caso essa estrovenga seja extinta, é preciso ver o que fazer com a mulher do terrorista Olivério Medina, que a então ministra Dilma Rousseff, de próprio punho, lotou no Ministério da Pesca, em Brasília. Vai ver ela cuida do setor no Lago Paranoá, que está cheio de tubarão.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s