Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Celso de Mello corre em socorro de Barroso e, parece, antecipa voto a favor

Roberto Barroso afirmou que havia precedentes, em votos de ex-ministros do Supremo, em favor de embargos infringentes. Foi corrigido pelos ministros Joaquim Barbosa e Marco Aurélio: precedentes não há, disseram, mas apenas “obter dicta”, isto é, retórica argumentativa que não implica juízo de mérito. Barroso ficou sem resposta, tartamudeou, e foi socorrido por Celso de […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 05h25 - Publicado em 11 set 2013, 16h24

Roberto Barroso afirmou que havia precedentes, em votos de ex-ministros do Supremo, em favor de embargos infringentes. Foi corrigido pelos ministros Joaquim Barbosa e Marco Aurélio: precedentes não há, disseram, mas apenas “obter dicta”, isto é, retórica argumentativa que não implica juízo de mérito. Barroso ficou sem resposta, tartamudeou, e foi socorrido por Celso de Mello, segundo quem as “obter dicta” expressavam, sim, a opinião dos ministros.

Se Celso de Mello não der um cavalo de pau no argumento, também votará a favor do recurso.

Publicidade