Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Brown na Cultura: quando é preciso negar que tenha havido combinação, algo saiu muito errado

Trecho de uma reportagem da Folha On Line sobre a entrevista de Mano Brown à TV Cultura: “O programa foi mediado pelo jornalista Paulo Markun, que negou à Folha Online acordo entre o entrevistado e a produção para evitarem temas mais espinhosos, como a Virada Cultural. ‘Nada foi combinado sobre temas ou tabus’, disse o […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 20h22 - Publicado em 25 set 2007, 19h15
Trecho de uma reportagem da Folha On Line sobre a entrevista de Mano Brown à TV Cultura: “O programa foi mediado pelo jornalista Paulo Markun, que negou à Folha Online acordo entre o entrevistado e a produção para evitarem temas mais espinhosos, como a Virada Cultural. ‘Nada foi combinado sobre temas ou tabus’, disse o também presidente da Fundação Padre Anchieta, a mantenedora da TV Cultura. Até mesmo Brown se mostrou surpreso diante de tão poucos questionamentos. ‘Tá suave, até agora. Tô até estranhando’, disse, ao vivo.”

Pois é. Quando é preciso negar que a entrevista tenha sido feita sob acordo, é porque algo saiu errado. A média no Ibope foi de dois pontos. É pouco para tanta concessão. Eu acredito em Markun. Não creio que tenha havido qualquer combinação — tivesse, talvez a coisa fosse menos grave porque poderia ser mais facilmente corrigida. O que houve mesmo foi um alinhamento burro e deslumbrado — e continuo fazendo exceção a José Neumanne — com o entrevistado. Combinação não houve. Mas de quem foi a DECISÃO de não tocar na pauleira da Virada Cultural nem na apresentação da venturosa biografia do entrevistado? Só pode ter sido de Paulo Markun, que manda no programa e na Fundação Padre Anchieta. No post seguinte, voltarei ao tema, aí tratando da TV pública como questão institucional.

Publicidade