Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolivarianismo paranaense – Requião garante emprego à família

Por Fausto Macedo, no Estadão:Roberto Requião de Mello e Silva, o governador que afirma ser “combatente da democracia desde menino, de moral inatacável, inimigo implacável dos corruptos”, entre outros predicados, emprega sua família na cúpula do Executivo do Paraná, Estado que administra pela terceira vez.A dinastia do peemedebista Requião inclui Maristela Quarenghi, sua mulher, por […]

Por Fausto Macedo, no Estadão:
Roberto Requião de Mello e Silva, o governador que afirma ser “combatente da democracia desde menino, de moral inatacável, inimigo implacável dos corruptos”, entre outros predicados, emprega sua família na cúpula do Executivo do Paraná, Estado que administra pela terceira vez.
A dinastia do peemedebista Requião inclui Maristela Quarenghi, sua mulher, por ele nomeada assessora especial e diretora do Museu Oscar Niemeyer. A primeira-dama tem vencimentos de R$ 11. 925, 44.
Dois irmãos do governador, Eduardo e Maurício Requião, ocupam respectivamente a presidência da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina e a chefia da Secretaria da Educação. Maurício recebe valor igual ao contracheque da cunhada. Eduardo ganha R$ 18 mil.
No Palácio das Araucárias, sede do governo, há lugar para sobrinhos de Requião. João José Arruda Júnior é superintendente de Relações Comunitárias na Companhia de Habitação do Paraná – holerite de R$ 6 mil.
Paikan Salomon de Mello e Silva é assessor na Rádio e TV Educativa (RTVE), que o governador usa para promoção pessoal, segundo denúncia do Ministério Público Federal (MPF). Lúcia Requião, irmã, dirige a Provopar Ação Social. Ganha R$ 11.925. Diretor de investimentos da Sanepar (Saneamento do Paraná), Heitor Wallace Mello e Silva recebe R$ 18 mil. É primo do governador. Maria Quarenghi, cunhada, ganha R$ 5,4 mil como assessora no Oscar Niemeyer.
Os entes que Requião apadrinhou sem concurso público são alvo do Ministério Público Estadual, que foi à Justiça para pedir o fim do nepotismo e a anulação sumária das nomeações para cargos em comissão.
Assinante lê mais aqui

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s