Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Após convocação de filhos na CPI, lobista reaparece

Por Gabriel Castro, na VEJA.com:O lobista Júlio Faerman, procurado sem sucesso pela CPI da Petrobras há semanas, enviou nesta quarta-feira um comunicado à comissão afirmando estar em território brasileiro e disponível para prestar depoimento. O documento chegou apenas uma hora depois de a CPI ter aprovado requerimentos de convocação dos filhos e do sócio de Faerman, que […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 01h20 - Publicado em 20 Maio 2015, 20h35

Por Gabriel Castro, na VEJA.com:O lobista Júlio Faerman, procurado sem sucesso pela CPI da Petrobras há semanas, enviou nesta quarta-feira um comunicado à comissão afirmando estar em território brasileiro e disponível para prestar depoimento.

O documento chegou apenas uma hora depois de a CPI ter aprovado requerimentos de convocação dos filhos e do sócio de Faerman, que intermediava o pagamento de propina a funcionários da Petrobras em nome da SBM Offshore. Ele também é apontado como o responsável por trazer 300 000 dólares do exterior para o caixa dois da campanha de Dilma Rousseff em 2010.

No comunicado que enviou à CPI, Faerman afirma estar no Rio de Janeiro desde 6 de março, após retornar de Londres. Ele alega nunca ter sido comunicado de que havia sido convocado a depor na CPI.

Nesta terça, o presidente da CPI, Hugo Motta (PMDB-PB), havia pedido que a Polícia Federal e a Interpol passassem a procurar Faerman para que ele seja levado para depor na CPI. A suspeita era de que o lobista estivesse fora do Brasil. A ida dele à CPI se tornou mais importante depois do depoimento de Jonathan Taylor, ex-funcionário da SBM que confirmou nesta terça a atuação de Faerman como operador no esquema de pagamento de propina da Petrobras.

Continua após a publicidade
Publicidade