Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

“É A FARSA NO ANÚNCIO E NO QUE SE ANUNCIA”

Por Gabriela Guerreiro, na Folha Online: A oposição reagiu nesta segunda-feira ao lançamento do PAC 2 (segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento) às vésperas da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) deixar o governo para disputar a Presidência da República. Os oposicionistas acusam o presidente Luiz Inácio Lula da Silva de lançar o programa […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 15h38 - Publicado em 29 mar 2010, 18h53

Por Gabriela Guerreiro, na Folha Online:

A oposição reagiu nesta segunda-feira ao lançamento do PAC 2 (segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento) às vésperas da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) deixar o governo para disputar a Presidência da República. Os oposicionistas acusam o presidente Luiz Inácio Lula da Silva de lançar o programa com o objetivo de alavancar a candidatura de Dilma, uma vez que as principais obras da primeira versão do PAC não foram concluídas.

“Lula, em mais um comício a favor da ministra-candidata, lança hoje o PAC 2 sem ter conseguido transformar o discurso do PAC 1 em ações concretas. E a maior prova disso está na recusa do Palácio do Planalto em dar a relação das obras que são monitoradas pela madrasta do PAC, a ministra-chefe da Casa Civil”, disse o líder do O DEM na Câmara, deputado Paulo Bornhausen (SC).

O deputado Arnaldo Jardim (SP), vice-líder do PPS na Câmara, disse que o lançamento do PAC 2 é um “pacote eleitoral” para impulsionar a candidatura de Dilma. “É um tipo de pacote eleitoral só para reforçar a imagem ministra-candidata como mãe do PAC. Não é um programa para valer”, afirmou.

Reportagem publicada nesta segunda-feira pela Folha mostra que o governo lançou a segunda versão do PAC sem abrir a caixa-preta que sustenta a propaganda da primeira versão do Programa de Aceleração do Crescimento.

Segundo levantamento feito pela Folha, não se sabe com precisão o que aconteceu com 2.321 (94%) das 2.471 ações ditas como ‘monitoradas’ pelo programa. Como até a lista desse montante de obras é mantida sob sigilo, não há informações também sobre o andamento e a execução orçamentária de cada uma delas.

Para Jardim, o PAC reúne “obras isoladas, esparsas e maquiadas”. O site Contas Abertas realizou levantamento apontando que das ações prevista no PAC 1, 54% ainda permanecem no papel. “Por mais que o presidente insista em engrandecer do PAC em seus discursos país afora para turbinar a candidatura da ministra Dilma, a verdade dos números demonstra que a maior parte das obras não foi executada, e as que estão em andamento tem baixo grau de desempenho”, afirmou.

Bornahusen disse, por sua vez, que a “farsa” do programa é inegável. “O comício de hoje é mais uma mentira: só participou dele quem estava devidamente convidado, ou convocado. Como nos programas de auditórios gravados antes de ir ao ar, Lula comanda a plateia com suas palavras de animador de comício: é a farsa no anúncio e no que se anuncia. É a manipulação do espetáculo e do espectador”, disse o líder de oposição.

Continua após a publicidade
Publicidade