Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Witzel tem dia decisivo em julgamento do processo de impeachment

Tribunal Misto analisa se recebe ou arquiva denúncia de deputados contra governador afastado

Por Mariana Muniz Atualizado em 4 nov 2020, 20h57 - Publicado em 5 nov 2020, 09h28

O impeachment do governador afastado do Rio, Wilson Witzel, terá um dia decisivo nesta quinta-feira, quando o Tribunal Especial Misto — composto por cinco desembargadores e os cinco deputados — vai analisar se o processo prosseguirá ou não.

A sessão será conduzida pelo presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Claudio de Mello Tavares, e vai começar com a leitura do relatório elaborado pelo deputado Waldeck Carneiro (PT). Depois, acusação e defesa poderão se manifestar por 15 minutos para, então, os integrantes deliberarem e anunciarem os votos. 

Para o prosseguimento do processo de impeachment é necessário que haja maioria simples  de votos, ou seja: seis. Em caso de empate, caberá ao presidente do Tribunal Misto dar o voto de minerva. Caso seja decidida a não instauração, o processo será arquivado.

Witzel já está afastado do cargo de governador por decisão do STJ, pelo prazo de 180 dias. Ele nega ter recebido qualquer vantagem indevida e atribui os casos de corrupção na Saúde de seu governo ao ex-secretário Edmar Santos. 

Continua após a publicidade
Publicidade