Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Witzel recebe torcedor banido de estádios por formação de quadrilha

Como não se apresentou à polícia, seu nome chegou a ser incluído na lista de procurados do Disque Denúncia, em 2017

Por Jana Sampaio e Ernesto Neves - Atualizado em 12 set 2019, 15h13 - Publicado em 12 set 2019, 12h58

Famoso pelo discurso de tolerância zero ao crime, o governador do Rio, Wilson Witzel, recebeu no Palácio Guanabara, sede do governo, na última quarta (11) o torcedor Rafael Maggio, integrante da Torcida Jovem do Flamengo.

Maggio foi acusado de formação de quadrilha e envolvimento na morte do botafoguense Diego Silva dos Santos, de 28 anos, em 2017.

Como não se apresentou à polícia, seu nome chegou a ser incluído na lista de procurados do Disque Denúncia com seu apelido, Rato, em 2017.

Em janeiro deste ano, foi preso. A polícia encontrou em sua casa armamentos, soco inglês e bastões de madeira.

Publicidade

Além de Maggio, outros sete torcedores foram proibidos de frequentar estádios e eventos esportivos por três anos, sob pena de multa de R$ 20.000.

Veja abaixo trechos da sentença e o cartaz do Disque Denúncia:

Reprodução/Reprodução
Reprodução/Reprodução
Reprodução/Reprodução

Atualização:

A assessoria de Wilson Witzel informa que “o governador desconhecia o envolvimento do integrante da Torcida Jovem do Flamengo no caso mencionado”.

Publicidade