Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Witzel abandona lado ‘trator’ e ajusta discurso político

Governador agora prega contra a intolerância política

Por Mariana Muniz - 14 Oct 2019, 17h40

Depois de pregar tolerância e diálogo num discurso no STF na semana passada, Wilson Witzel continuou dando sinais de que adotará uma postura digamos mais diplomática de fazer política.

Na posse do novo secretário de Agricultura do Rio, ele enviou recados até a opositores do seu governo. “Eu posso ter divergência com o PT, posso ter divergência com o PSOL, mas vou respeitar o direito deles defenderem suas ideias”, disse.

Para fechar seu discurso contra a intolerância política, chamou o subsecretário Ramon Neves de “petista convertido” e “irmão que a vida me deu”.

Publicidade