Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo já registrou 18 mil casos de agressão contra mulheres na pandemia

Dados constam do monitoramento do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Por Mariana Muniz Atualizado em 9 jul 2020, 17h33 - Publicado em 9 jul 2020, 16h39

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) registrou 18.586 denúncias de violações de direitos humanos e de violência contra a mulher relacionadas à Covid-19. Os dados forram coletados a partir de um atendimento específico criado para a pandemia do coronavírus.

Segundo a pasta, 97% dos registros foram de violência física, a maior parte deles tendo como vítimas mulheres com idade entre 70 e 79 anos. Os dados contabilizam as denúncias realizadas de março a junho de 2020.

As denúncias relacionadas à Covid-19 representam 15,4% do total de denúncias recebidas pelo Disque 100 e pelo Ligue 180 no período. Nos últimos quatro meses, 120,4 mil registros de violações aos direitos humanos foram contabilizados.

De acordo com o ministério, após um crescimento sucessivo de março a maio, em junho, os números caíram. Foram 4.174 denúncias registradas no sexto mês do ano, 13% a menos do que a média dos meses anteriores.

Continua após a publicidade
Publicidade