Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

VÍDEO: A dinheirama dos auditores da Receita presos na Lava-Jato

Maços de notas de 100 reais estavam amarrados com elásticos e escondidos em embalagens de folhas de papel sulfite. "Meu Deus!", reagem investigadores

Por Evandro Éboli - Atualizado em 11 Oct 2019, 22h49 - Publicado em 11 Oct 2019, 17h42

Na semana passada, a Polícia Federal colocou na prisão um grupo de fiscais da Receita que utilizava as investigações da Operação Lava-Jato para achacar delatores.

Num dos endereços ligados ao bando do auditor Marco Aurélio Canal, que liderava o esquema, os investigadores encontraram 1 milhão de reais em maços de notas de 100 reais amarrados com elásticos e escondidos em embalagens de folhas de papel sulfite.

O dinheiro estava guardado atrás de livros contábeis do escritório de João Batista da Silva, preso temporariamente. Batista afirmou, em depoimento, que parte da bolada, cerca de 200.000 reais, pertence a Canal, que é seu sobrinho.

 

Publicidade