Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Vem aí mais uma derrota para Bolsonaro no Congresso

Presidente vetou projeto sobre suporte psicológico em escolas de ensino básico; texto foi apoiado até por bolsonaristas

Por Mariana Muniz - 10 out 2019, 11h20

Não caiu bem no Congresso o veto de Jair Bolsonaro ao projeto que tratava da prestação de serviços de psicologia e de serviço social nas redes públicas de educação básica.

Aprovado em setembro, o texto teve o apoio de quase todos os partidos, inclusive aliados de Bolsonaro. Apenas o Novo votou contra.

O texto foi proposto em 2000 pelo então deputado José Carlos Elias, do PTB, e teve texto final de Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

A parlamentar está confiante na derrubada do veto, que, segundo ela, não se justifica. Jandira diz que os profissionais já existem na rede e que o projeto só abriria espaço para a realocação deles no ensino básico.

Continua após a publicidade

“O que Bolsonaro faz é confirmar seu desprezo pela educação, pela juventude e desprezar o projeto pedagógico dessas escolas. Além disso, ele desrespeitou o parlamento brasileiro, que votou quase unanimemente ao projeto”, diz Jandira.

Publicidade