Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Último ministro da Educação que foi ao plenário saiu de lá demitido

Cid Gomes pediu demissão após sessão na Câmara

O ministro Abraham Weintraub foi convocado pelos deputados para explicar os cortes na Educação em plenário.

Para além da derrota do governo – todos os deputados do PSL votaram contra a medida -, a tradição não ajuda. O último ministro da Educação convocado no mesmo modelo pela Câmara deixou o plenário demitido.

Em 2015, Cid Gomes teve que prestar esclarecimentos por ter dito que na Câmara havia uns “300 ou 400 deputados que achacam”. Ele discutiu com parlamentares e abandonou a sessão. De lá, foi ao Planalto e pediu demissão.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s